EY lança blockchain de finanças públicas para rastrear gastos do governo

A Ernst & Young (EY), empresa membro do Big Four da auditoria, lançou uma plataforma blockchain para fundos públicos destinados a aumentar a transparência.

O Veredict, mídia de notícias sobre tecnologia, informou sobre o lançamento em 16 de outubro. A plataforma OpsChain Public Finance Manager (PFM) permite um rastreamento transparente dos orçamentos e despesas públicos visíveis a todos os cidadãos.

A PFM também permitirá que os fundos públicos sejam comparados com os resultados, o que por sua vez forneceria informações sobre a eficácia das diferentes políticas.

Habilitando decisões de política orientadas a dados

O sistema pode rastrear fundos públicos do governo à medida que eles passam por diferentes agências estaduais. Segundo a EY, os dados fornecidos pela plataforma podem potencialmente ser usados ​​para melhor informar futuras decisões políticas.

A EY disse:

“A tecnologia blockchain pode impactar positivamente os processos, da coleta de impostos à abertura de dados e gastos públicos. [...] A moderna gestão financeira pública requer foco nas coisas que mais importam - transparência, responsabilidade e evidências robustas para a tomada de decisões - todos os fatores que podem ser aprimorados pela tecnologia blockchain.”

Teste piloto em Toronto

A EY também já testou o rastreamento de fundos públicos em uma blockchain em vários lugares, incluindo a cidade canadense de Toronto. O sistema relatou transferências financeiras entre diferentes divisões governamentais e a empresa afirma que o experimento aumentou a transparência e a eficiência da cidade.

A diretora financeira da cidade de Toronto, Heather Taylor disse:

"Com o compromisso de defender a vitalidade econômica, social e ambiental da cidade de Toronto, nossos funcionários se esforçam para implementar tecnologias que melhor nos ajudem a atender às crescentes necessidades de nossos residentes".

Como o Cointelegraph relatou em abril, o governo federal dos Estados Unidos deve aumentar seus gastos com blockchain para US$ 123,5 milhões até 2022.