Europol prende seis pessoas por suposto roubo de US$ 27 milhões em Bitcoin

A Europol, em conjunto com a Unidade de Crimes Cibernéticos Regionais do Sudoeste do Reino Unido, a polícia holandesa, a Eurojust e a Agência Nacional do Crime (NCA) coordenaram a detenções de seis pessoas suspeitas de roubar mais de 27 milhões de dólares em criptomoedas, conforme um comunicado de imprensa compartilhado em 25 de junho.

Os invasores supostamente estavam envolvidos em typosquatting, um meio fraudulento de roubar credenciais ao criar um site malicioso com um nome semelhante ao estabelecido - daí o “erro de digitação” em “typosquatting” - e depois registrando dados de login. 

Neste caso, o relatório observa que a Europol acredita que os hackers puderam usar o typosquatting para roubar detalhes de login, permitindo que eles obtivessem acesso às carteiras de clientes e aos fundos internos. A Europol informa que os hackers usaram este esquema para roubar pelo menos 4.000 usuários de bitcoin ( BTC ) em 12 países diferentes.

Os seis indivíduos são habitantes do Reino Unido e da Holanda. De acordo com o relatório, a Europol trabalhou em coordenação com as agências britânicas e holandesas, que compartilharam informações e provas em suas sedes antes das prisões.

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, pesquisadores de malware encontraram um site clone do Cryptohopper roubando credenciais de login de serviços de criptomoedas. O site usa o mesmo logotipo do Cryptohopper, um site genuíno de ferramentas de criptografia, para enganar os usuários e instalar o executável, que baixa e executa trojans de mineração e recorta criados para roubar a criptomoedas.