Empresário brasileiro cria criptomoeda que transforma consumo em financiamento social

Um publicitário brasileiro criou uma criptomoeda "social" para ajudar no financiamento de projetos sociais no país, como noticiou nesta segunda-feira 11 de novembro o portal voltado ao público masculino GQ.

Segundo a matéria, o publicitário Marcelo Raimondi criou a criptomoeda Igual, que tem objetivo principal de  conectar as compras de consumo a uma moeda social.

Através de uma plataforma de doação, as instituições registram-se, apresentam seus projetos e o valor necessário para a implementação. Então, os consumidores que usam plataforma recebem uma quantia de tokens Igual sempre que realizam uma compra e podem, então, fazer doações para os projetos de sua escolha.

A matéria diz que Raimondi acredita que, ao vincular a criptomoeda com o consumo, as doações tornam-se mais simples, além de aumentar a fidelização das marcas. Os testes da plataforma estão sendo realizados no bairro nobre dos Jardins, na capital paulista, com seis lojas parceiras.

"Eu não entendia como o mundo digital tinha trazido transformações a diversos setores, mas não era usado para ter mais impacto social", explica o publicitário. A pesquisadora de marketing e comportamento do consumidor Janaína Cardoso ainda completa o texto dizendo que esta "pode ser uma boa forma de popularizar as doações".

Continue lendo: