Em queda: Bitcon despenca 5% e especialistas apontam suporte crítico em US$ 6.512

O Bitcoin caiu mais de 5% hoje, 17 de dezembro, depois de praticamente uma semana negociando lateralmente. No momento da escrita o preço se recuperou um pouco, mas mantém uma baixa de 4%, sendo negociado a  US$ 6.846,50. No Brasil, com uma pequena queda no dólar, a principal criptomoeda do mercado está sendo negociada a R$ 27.745, segundo dados do Cointrademonitor.

Rakesh Upadhyay, especialista em análise gráfica do Cointelegraph, destacou que a queda é preocupante pois há a possibilidade do preço baixar até US$ 6.512, que seria um nível de suporte crítico que, se rompido poderia levar o BTC a um novo ciclo de baixa levando os preços até mesmo abaixo de US$ 4 mil.

"Os bulls estão lutando para manter o Bitcoin ( BTC ) acima do suporte de US$ 7.085,80. Este é um sinal de baixa, pois mostra uma falta de compradores nos níveis atuais. Ambas as médias móveis estão inclinadas para baixo e o RSI está na zona negativa, o que sugere que os bears estão em vantagem. Se os bears baixarem o preço abaixo de US$ 7.000, a possibilidade de um declínio para o suporte crítico de US$ 6.512,01 aumenta. Uma quebra abaixo desse suporte será um enorme negativo, pois retomará a tendência de baixa", destacou.

No entanto, apesar da fragilidade, nem todo mundo compartilhou uma perspectiva negativa para o curto prazo do Bitcoin. Em sua última atualização para assinantes de seu canal Telegram, o colaborador regular do Cointelegraph filbfilb disse que achava que agora era um bom momento para comprar BTC.

"Passei um bom tempo reunindo-me sobre as carteiras de pedidos e como geralmente o mercado reagiu e estou bastante satisfeito por estar preparado para correr o risco de que essa coisa  (bitcoin) salte (...) Os lados das ofertas se encheram novamente. O volume também foi bastante fraco, com exceção de uma vela de quatro horas. Não recomendo me seguir, mas vou ver o que acontece", destacou.

Um recente relatório da Chainalysis destacou que 20 mil Bitcoin e 790 mil Ethereum que seriam da pirâmide financeira Plustoken, teriam sido vendidos na segunda, 16 de dezembro, impulsionando a baixa no mercado de criptomoedas.

Como noticiou o Cointelegraph, no final de agosto, outra empresa de análise de blockchain, a Elementus, disse que a Huobi havia processado quase metade de todas os saques do PlusToken. Outras exchanges também que receberam grande fluxo de capital de endereços relacionados ao PlusToken foram Upbit, ZB.com, OKE e Gate.io.

Confira mais notícias