Banco Central do Egito planeja lançar sua própria criptomoeda

A agência de notícias do oriente médio Al-Monitor publicou notícia afirmando que o Banco Central do Egito deseja desenvolver sua própria criptomoeda. O conceito alocado seria similar ao projeto da moeda digital Saudi-UAE.

O Banco Central do Egito também está cogitando em permitir que a Libra do Facebook opere no país. No entanto, em meio a essas discussões, uma nova ideia foi trazida à tona - o banco central do país está aparentemente considerando lançar sua própria criptomoeda.

A inspiração vem da criptomoeda Saudi-UAE que foi revelada no final do ano passado e ainda está em desenvolvimento.

O objetivo do conceito Saudi-UAE seria aproximar os setores bancários dos dois países, como um novo instrumento de pagamento entre os dois. O Egito está buscando implementar uma ideia semelhante para tornar seu setor bancário mais eficiente.

Uma fonte anônima disse ao Al-Monitor que o Banco Central do Egito estuda as criptomoedas de perto. Até agora, nenhuma decisão final teria sido tomada, mas as perspectivas parecem promissoras.

Mohamed Hashem, ex-especialista bancário do Suez Canal Bank, disse que os países que não adotarem alguma postura sobre criptomoedas ficarão para trás:

"O Estado deve entrar no mundo das moedas digitais e abordar a concorrência nesse nível, porque tais moedas podem se espalhar mais a longo prazo, e países sem moedas digitais podem ser afetados negativamente."

Deve-se notar, no entanto, que o banco central egípcio tem sido notoriamente hostil ao Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas no passado. O país considerou proibi-los completamente em 2017 e ainda existe uma incerteza regulatória em grande parte do país. 

A notícia chega em um momento em que outros governos vêm considerando opções semelhantes. Conforme reportado pelo Cointelegraph, o Banco Central chinês anunciou que a criptomoeda emitida pela China está pronta.

Outras nações, como a Turquia, planejam criar seu próprio dinheiro digital baseado em blockchain até 2023.