Deutsche Borse, Swisscom e Sygnum firmam parceria para criar um ecossistema compatível para ativos digitais

O provedor de infraestrutura de mercados globais Deutsche Borse Group, a telecom estatal suíça e empresa de ICT Swisscom, e a fintech baseada na Suíça e em Cingapura Sygnum firmaram parceria estratégica pra construir uma infraestrutura de mercados financeiros adequada a ativos digitais. O desenvolvimento foi anunciado em comunicado à imprensa publicado em 11 de março.

A nova iniciativa teria foco na criação de um ecossistema baseado em tecnologia de contabilidade destribuída (distributed ledger technology - DLT) para apoiar a emergente economia tokenizada, que, segundo os parceiros, "tem potencial para remodelar os mercados financeiros globais".

O sistema seria responsável por adequar a emissão de ativos digitais e soluções de custódia, assim como prover aos mercados participantes acesso a liquidez e serviços bancários.

De acordo com o press release, a Sygnum teria obtido uma licença bancária e de revendedor de títulos do regulador suíço FINMA, e poderia portanto oferecer "serviços bancários abrangentes como custódia, depósitos, depósitos e empréstimos, emissão de capitais via tokenização, corretagem e gestão de ativos" para a iniciativa.

A Swisscom vai oferecer ao projeto a infraestrutura de DLT escalável desenvolvida pela empresa, que atenderia às demandas de seguranças das instituições de serviços financeiros.

A nova parceria também envolveria a Deutsche Borse como acionista da Custodigit AG — empresa fundada em conjunto pela Swisscom e Sygnum, que desenvolveria as soluções técnicas de custódia de ativos digitais para as instituições financeiras reguladas.

Além disso, a Deutsche Borse e a  Sygnum farão investimentos na daura AG — uma plataforma DLT que suporta emissão, transferência e registro de ações suíças SME, permitindo que empresas não-listadas acessem os mercados de capital.

Deutsche Borse e Sygnum irão ainda desenvolver uma estrutura conceitual para a criação de uma lista aberta e um local de negociação para ativos digitais no mercado suíço, que os parceiros consideram um elemento importante no desenvolvimento de um ecossistema de ativos digitais escalável.

Ainda sujeitas à liberação da parceria tríplice, as três parceiras buscam lançar os primeiros serviços de seu ecossistema de ativos digitais ainda neste ano.

Como já noticiado, a Deutsche Borse neste mês completou uma prova de conceito para uma transação de recompra legalmente vinculativa usando DLT em conjunto com a empresa de serviços financeiros alemã Commerzbank. O grupo de câmbio também teria feito progressos significativos em sua plataforma de empréstimo de títulos baseado em blockchain, co-desenvolvido com a plataforma de gestão de liquidez em blockchain de Luxemburgo HQLAx.

Em janeiro, a Swisscom anunciou sua assinatura eletrônica integrada para autenticar legalmente contratos inteligentes em blockchain, junto à Universidade de Zurique de Ciências Aplicadas.