Empresa de pagamentos descentralizada Radpay levanta US$ 1,2 milhão em rodada de investimento

A empresa de processamento de pagamentos descentralizada Radpay garantiu US$ 1,2 milhão em uma rodada de investimentos, com a participação das empresas de investimento Resiliency Ventures e BlackLaunch.

De acordo com um comunicado de imprensa publicado em 18 de novembro, a Radpay concluiu uma rodada de investimentos de US $ 1,2 milhão. A empresa recebeu apoio financeiro de vários investidores do Vale do Silício, das firmas de investimentos Resiliency Ventures e BlackLaunch, de Phoenix, e de investidores do Nebraska e do Arizona.

A Radpay está planejando alocar os recursos arrecadados para o desenvolvimento adicional da empresa, que inclui comercialização de sua tecnologia, expansão de seus produtos para comércio eletrônico e varejistas, além do desenvolvimento contínuo de produtos da empresa focados em blockchain, pagamentos e carteiras digitais.

Atores do setor investem em projetos de pagamento

Em 18 de novembro, o Cointelegraph informou que a fintech Opay, com sede em Lagos, havia angariado US$ 120 milhões em uma rodada de financiamento da Série B, de uma série de investidores chineses. A OPay supostamente pretende usar os fundos para dimensionar e estender sua solução de pagamentos digitais para a Nigéria, Quênia, Gana e África do Sul.

Recentemente, a fintech britânica Revolut revelou que estava negociando com investidores para arrecadar pelo menos meio bilhão de dólares no próximo ano, a fim de alimentar sua expansão e contratar novos funcionários, além de expandir sua parceria com as empresas de pagamento Visa e Mastercard.

A empresa australiana DigitalX Ltd. está lançando um fundo Bitcoin (BTC), com aproximadamente US$ 1,9 milhão de suas próprias participações em criptomoeda. O novo fundo foi oferecido por meio de uma estrutura de fundos não cotada, para permitir que investidores como escritórios familiares e pessoas de alto patrimônio líquido, ganhem exposição à moeda por meio de um veículo familiar.