Dash encerra operações de comunidade na América Latina

A comunidade da criptomoeda Dash para a América Latina, Dash Latam, anunciou seu fechamento definitivo e consequente encerramento das atividades nos oito países em que tinha operações: Colômbia, Venezuela, Perú, Equador, Guatemala, Brasil, Espanha e Trinidad e Tobago. A notícia é do Cointelegraph En Español.

Segundo um comunicado assinado pelo diretor-executivo da Dash Latam, George Donelly, a Dash Laram decidiu abandonar o projeto depois que a DAO interrompeu seu financiamento, há 6 semanas, levando à dispensa de 80 pessoas aproximadamente nas 20 cidades em que a comunidade operava.

Segundo o Cointelegraph en Español, a Dash decidiu interromper o financiamento da Dash Latam, depois de um projeto que pedia cerca de US$ 25.000 para as atividades da comunidade entre setembro e novembro de 2019. A proposta não teve os votos necessários para ter prosseguimento.

Segundo alguns MasterNodes, a Dash Latam não ofereceu informações coerentes para o seguimento do projeto, com Donnely tendo conflitos com a Dash Venezuela e outros membros da comunidade. Além disso, Donelly teria acusado o CEO da Dash Core Group, Ryan Taylor, de ser "pouco profissional" depois de críticas à privacidade da criptomoeda Dash.

O Cointelegraph en Espanõl lembra que esta não é a primeira vez que uma iniciativa vinculada à Dash encerra suas operações, lembrando que as primeiras etapas da Dash Venezuela e Dash Merchant (organização para expandir a rede de adoção de Dash no país) foram interrompidas já nos primeiros anos do projeto. O país foi o primeiro a receber uma comunidade da criptomoeda, ainda no começo de 2017.

Continue lendo: