Relatório atesta que indústria de cripto agora responde por 7% da maior SRO da Suíça

A maior organização de autorregulamentação transsetorial da Suíça (SRO) teve um aumento de membros da indústria de criptomoeda e blockchain.

88 membros da Financial Services Standards Association têm conexão com cripto

A Associação Suíça de Normas de Serviços Financeiros (VQF), a maior e mais antiga SRO do país, disse que 7% de seus associados estão ligados a empresas relacionadas à cripto, informou o Financial Times, em entrevista publicada no dia 2 de agosto.

Simon Waelti, um dos co-CEOs da associação, esclareceu que 88 membros da VQF têm uma conexão com a cripto até agora, acrescentando que o número pode variar ao longo do ano.

A missão da VQF é combater a lavagem de dinehrio e o financiamento do terrorismo no setor financeiro. Como indicado no site oficial, o SRO da VQF é oficialmente reconhecido, regulado e supervisionado pela Autoridade Supervisora do Mercado Financeiro da Suíça (FINMA), razão pela qual o sistema de supervisão é considerado como uma autorregulação controlada.

Bitcoin Suisse foi a primeira empresa de cripto a ingressar na VQF

A Bitcoin Suisse, uma corretora financeira cripto baseada em Zug e administradora de ativos, é membro da VQF desde 2014. De acordo com o relatório, a empresa afirma ser a primeira empresa relacionada à cripto a se unir à associação.

A Bitcoin Suisse, que também é membro da Crypto Valley Association, solicitou recentemente licenças bancárias e de revenda de valores mobiliários da FINMA, a fim de se adaptar a um cenário de rápidas mudanças para as criptomoedas.

Como relatado anteriormente, a VQF também é competente para a emissão de sua própria licença. Recentemente, a associação concedeu sua licença VQF ao aplicativo de finanças pessoais baseado em cripto Aximetria, permitindo que a empresa funcione como um intermediário cripto.