'Primo Rico' lota estádio para falar de finanças pessoais mas é acusado de 'malandragem' para fugir de dívida milionária

O youtuber, Thiago Nigro, conhecido como Primo Rico, lotou o estádio do Ibirapuera no dia 11 de agosto durante o evento "Do mil ao milhão" que além do influencer, contou com a participação de outras personalidades do setor de investimentos no Brasil, como o CEO da XP Investimentos, Gustavo Benchimol e também Abílio Diniz, fundador do Grupo Pão de Açucar.

Segundo estimativas, mais de 20 mil pessoas compareceram ao evento em busca de conselhos e aprendizados para serem bem sucedidos no mundo empresarial. No entanto, apesar do aparente sucesso no evento, Nigro é acusado de usar de 'malandragem' para fugir de uma dívida milionária, segundo reportagem da Revista Veja São Paulo, publicada em 08 de agosto.

Nigro que têm mais de 87 milhões de visualizações em seu canal no YouTube, no qual aborda, investimentos, soluções financeiras e onde também publicou um guia sobre Bitcoin criptomoedas, Nigro terá, no próximo dia 16, um imóvel executado judicialmente em uma ação que já dura sete anos.

Segundo a reportagem, "Primo Rico" não teria honrado compromoisso com a incorporadora Brookfield e a securitizadora Gaia, com relação a parcelas de um imóvel. Agora, somados a juros e correções, configurou a dívida de R$ 1,7 milhãos.

O Youtuber chegou a declarar que era pobre no processo do apartamento, em busca de conseguir justiça gratuita, embora já tivesse condições de pagar até mesmo dívidas de seus pais, "Naquela época, o que ganhava, além de meus custos pessoais, bancava minha família, suas dívidas mais urgentes e, por isso, ainda não conseguia acumular capital. No ano seguinte, fiz um acordo com meus sócios e passei a me dedicar exclusivamente ao canal", disse a Forbes.

Como mostra a reportagem da Veja, quem arrematar o apartamento pode não fazer um bom negócio já que o lance mínimo é 1,7 milhão de reais, mas o valor da dívida é quase o dobro do valor de mercado do imóvel, avaliado em cerca de 1 milhão de reais.

"Pessoas do mercado avaliam a atitude de Nigro como uma “malandragem” para driblar a dívida milionária: após a realização do leilão, seu débito será perdoado, mesmo se não houver comprador. Nesse caso, o apartamento ficará com a securitizadora, que tentará vender o imóvel depois, a preço de mercado",diz a reportagem.

Segundo a reportagem, a assessoria do youtuber não quis se manifestar sobre o caso.

Como reportou o Cointelegraph, o imóvel do youtuber que será leiloado tem 141 metros quadrados e seria habitado pelos país do influencer que, segundo ele, usaram de seu nome para fazer o negócio parcelado do imóvel. Nigro em seu canal aconselha as pessoas a comprarem somente coisas 'a vista' e não fazerm dívidas.