Cursos no Brasil prometem explicar o que é blockchain, seus impactos na sociedade e sua relação com o direito

Dois cursos de curta duração promovidos por especialistas em blockchain e direito prometem elucidar o que é a tecnologia 'por tras do bitcoin', como ela pode impactar a sociedade e suas implicações juridicas, segundo dois comunicados de imprensa encaminhados ao Cointelegraph no dia 24 de junho.

O primeiro deles é uma imersão em blockchain proposta pela Blockchain Academy, uma das principais instituições de ensino e educação sobre a industria cripto/blockchain no Brasil. O curso também explora outras tecnologias como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Machine Learning e Big Data.

As atividades serão ministradas por Rosine Kadamani, Solange Gueiros e Leilani Mendes e ainda interações com outros protagonistas do mercado através de painéis e debates. O curso também promete uma a abrangente reflexão sobre o futuro do profissional do Direito frente as novas tecnologias que permitem a criação de contratos autoexecutáveis. Mais informações no link.

Já a especialista em Blockchain pela Universidade de Oxford e pelo MIT, Tatiana Revoredo, ministra junto ao advogado e especialista em Blockchain, Rodrigo Borges, o curso de curta duração “Blockchain e seu Potencial Transformacional”.

O programa vai discutir a estrutura, o estágio de desenvolvimento das arquiteturas Blockchain; compreender as tecnologias envolvidas (Blockchain, DLT, hash, smart contracts, etc.); analisar o cenário regulatório e definir a melhor estratégia a ser adotada; avaliar a necessidade de recursos e os resultados na implementação da tecnologia blockchain como ferramenta corporativa entre outros. Mais informações no link.

Como reportou o Cointelegraph a Receita Federal do Brasil tornou oficial o uso de blockchain para o compartilhamento de dados e informações entre o órgão federal e instituições ou entidades que desejam acessar estes dados. A alteração na Portaria RFB nº 1.639, de 22 de novembro de 2016, que estabelece procedimentos para disponibilização de dados de que trata o Decreto nº 8.789, de 29 de junho de 2016. foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 17 de junho de 2019.