Adoção de blockchain corporativo atinge 44%, diz pesquisa

A gigante de telecomunicações indiana Tata Communications apontou as principais barreiras para a adoção da blockchain por empresas em todo o mundo, em uma pesquisa publicada em 12 de dezembro.

Parte de uma pesquisa sobre os setores emergentes - apelidado de "Ciclo do Progresso" -" o relatório da Tata apontou preocupações sobre custos, segurança e privacidade como "principais barreiras para a adoção por parte dos tomadores de decisão", considerando a implementação de novas tecnologias.

A pesquisa também destacou a crescente lacuna de habilidades como um dos principais desafios na adoção de novas tecnologias, incluindo blockchain, inteligência artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT).

O relatório também observou, no entanto, que “independentemente de onde seus negócios estão em sua jornada de transformação digital, os tomadores de decisão estão firmemente focados no impacto positivo da tecnologia”.

"O Ciclo do Progresso soa como uma advertência para as empresas, com uma clara lacuna de 'percepção versus realidade' emergindo entre diferentes níveis nas organizações, à medida que a inovação ganha força", disse o diretor digital da Tata, C.R. Srinivasan, acrescentando:

“Esta disparidade destaca que diretores e chefes de unidade de negócios devem informar melhor o CEO sobre quaisquer desafios que enfrentem ao implantar novas tecnologias, como IoT e IA.”

A Blockchain, acrescentou a empresa, está sendo adotada por 44% das organizações que responderam à pesquisa.

Os comentários vêm em meio a tempos voláteis para o setor na Índia, especialmente em relação ao status legal da criptomoeda.

Depois que o banco central instigou a proibição de bancos de atenderem empresas do setor nesta primavera, um desafio judicial continua em andamento.

Em consonância com o ambiente regulatório emergente em outros lugares, os legisladores indianos podem, em última instância, preferir um ecossistema de criptomoedas altamente legislado, mas legal, em detrimento de uma proibição definitiva, afirmaram fontes nesta semana.

A Tata se engajou na pesquisa de blockchain em uma escala maior, criando também um livro branco dedicado com conselhos para empresas que buscam integrar a tecnologia.

Uma previsão separada no início deste ano, entretanto, afirmou que a blockchain nas telecomunicações vai se tornar sozinha uma indústria de US $ 1 bilhão até 2023.