A Marco Polo, plataforma blockchain de trade financeiro da Corda, tem as primeiras transações

A plataforma de trade financeiro Marco Polo, do consórcio blockchain R3, completou suas primeiras transações reais, segundo um comunicado à imprensa do Commerzbank, um dos envolvidos, confirmado em 28 de março.

A Marco Polo, que é construída sobre a plataforma de blockchain empresarial da R3 Corda, facilitou com sucesso um comércio entre Alemanha e China, envolvendo duas empresas alemãs.

O grupo tecnológico Voith e o fabricante de bombas KSB SE foram os iniciadores das transações, que constituíram um esquema de projeto piloto para a Marco Polo.

Uma das transações foi de engates entregues da Alemanha para a China, enquanto uma segunda foi baseada em bombas hidráulicas entregues exclusivamente na Alemanha.

Os bancos que facilitaram a operação foram os gigantes bancários alemães Commerzbank e Landesbank Baden-Wuettemburg, enquanto a operação de financiamento fechou na Marco Polo, com a Corda mapeando o fluxo de informações.

"A transação mostra que a tecnologia blockchain pode oferecer a nossos clientes proteção e financiamento de pagamentos usando os métodos mais modernos para o comércio nacional e internacional", comentou Nikolaus Giesbert, membro do conselho divisional do Commerzbank para finanças comerciais e gestão de caixa. adicionando:

“Aqui vemos uma oportunidade valiosa para desenvolver juntas soluções inovadoras de financiamento comercial e apresentá-las ao mercado.”

O Commerzbank e outras entidades envolvidas no projeto piloto afirmaram que avançarão com a experimentação, com o objetivo de realizar processos de transação inteiros usando a Marco Polo.

A Marco Polo tem sido mais lenta no mercado do que seus principais concorrentes, com ofertas como a We.trade, que é operada pela IBM, fazendo sua estreia comercial no ano passado.

No mês passado, a Sumitomo Mitsui Banking Corporation, outro dos futuros parceiros da plataforma e o segundo maior banco do Japão em ativos, disse que espera comercializá-lo no primeiro semestre de 2019.