Com apoio do Banco Central e da Cielo, Rodrigo Batista, ex-Mercado Bitcoin lança 'Banco24h' para fintechs

Contando com apoio do Banco Central do Brasil e da Cielo, Rodrigo Batista um dos fundadores da maior exchange de Bitcoins do Brasil, a Mercado Bitcoin, desenvolveu uma espécie de 'banco digital' dos bancos digitais, o Saxperto, segundo levantamento feito pelo Cointelegraph.

A nova iniciativa de Batista (ele deixou o MB em abril de 2019 quando vendeu sua parte do negócio para os irmãos Gustavo e Maurício Chamati) foi um dos projetos selecionados pelo Bacen dentro da iniciativa de inovação do Banco, chamada Lift que apoia startups com foco no sistema financeiro.

O projeto que também é desenvolvido pelo ex-consultor da MCKinsey e ex-Mercado Pago, Thiago Godoi deseja permitir que bancos digitais, startups e fintechs utilizem um sistema 'descentralizado' de saque para seus clientes, algo como a Rede Banco24h realiza para os bancos tradicionais.

Segundo Batista, a ideia teria surgido ainda quando estava no MB e percebeu as dificultades que seus clientes na exchange tinham para realizar o saque de seu dinheiro. Essa mesma dificuldade foi percebida por outras fintechs. 

Desta forma, por meio de uma rede de parceiros, que podem ser bares, supermercados, padarias, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais os clientes das fintechs podem, pela a leitura de um QR Code, solicitar um saque de seus valores. Na outra ponta, o estabelecimento só precisa estar 'conectado' com um dos parceiros do Saxperto.

“No Lift estávamos apenas com o MercadoPago. E depois fizemos várias conexões. Fizemos conexão com a Cielo para integrar com Original, Pagbank e Next. E conseguimos falar com outros bancos, como Neon, Safra e C6. Falamos com muita gente no mercado financeiro (...) Queremos chegar aos médios e grandes varejistas. Mas dependemos de integração tecnológica. Esse é o nosso próximo desafio. Queremos ser uma solução única para saque. Para isso, queremos oferecer também saque na TecBan, Correios e lotéricas. Para complementar a solução de saques de carteiras”, explica Godoi.

Atualmente a Saxperto já oferece sua solução na região de Porto Alegre com 100 pontos comerciais. Porém a meta é chegar em São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo no primeiro trimestre de 2020. Hoje estão habilitados com a Saxperto: Picpay, Mercado Pago, Nubank, Pague Seguro, Banco Original, Pagbank e Agibank.

O cliente destas instituições não precisam baixar qualquer outro aplicativo para usar a solução e solicitar o saque, basta abrir o aplicativo de sua conta digital e nela será exibido um mapa que aponta os locais próximos que têm notas disponíveis para sacar.

“Essa solução permite às carteiras digitais terem acesso a uma rede grande e bem mais barata de pontos de saques, aos clientes terem locais próximos de onde estejam. Para os estabelecimentos comerciais ela atrai mais público e remove dinheiro do caixa, o que normalmente gera custos de segurança e transporte”, afirma Tiago que também destaca que a fintech cobra metade da taxa da rede banco24h.

Ainda segundo os desenvolvedores, para os estabelecimentos comerciais, fazer parte da Saxperto também atrai mais público e diminui o dinheiro do caixa, o que normalmente gera custos de segurança e transporte.

Como noticiou o Cointelegraph, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) não acolheu as denúncias das exchanges de criptomoedas sobre o fechamento de contas correntes por parte dos bancos e determinou o arquivamento do processo aberto pela Associação Brasileira de Criptoeconomia e Blockchain (ABCB) em 2018.

Desta forma o CADE segue o entendimento do Superior Tribunal de Justiça que também têm declarado que o encerramento de conta corrente pode ser feito, desde que comunicado previamente, por qualquer uma das partes.

Confira mais notícias