CoinMarketCap vai alterar métricas de listagem após última pesquisa de volume falsa

Recurso de pesquisa de mercado de criptomoedas, a CoinMarketCap (CMC) prometeu reorganizar a forma como classifica as exchanges de membros após uma pesquisa encontrar provas contundentes de volumes falsos. A empresa confirmou as vindouras mudanças no Twitter em 25 de março.

A CMC é indiscutivelmente o serviço de rastreamento mais conhecido do setor para o valor de mercado de Bitcoin (BTC) e altcoins, bem como para a atividade nas exchanges que os negociam.

No entanto, na semana passada, a pesquisa do provedor de fundos de índice de cripto Bitwise afirmou que a CMC hospeda estatísticas de volume quase inteiramente falsas. Isso, por sua vez, engana os investidores e infla o perfil das moedas afetadas, explicou a Bitwise no relatório.

Agora, a CMC apareceu para atender às advertências representadas na pesquisa, que a Bitwise enviou para os reguladores dos EUA para consideração como parte de sua aplicação para lançar um fundo negociado em bolsa (ETF) Bitcoin.

"Estamos ouvindo o feedback de todos os nossos usuários e estamos trabalhando duro para adicionar um conjunto de novas métricas para que os usuários possam ter uma visão mais ampla das exchanges e das criptos no site", escreveram executivos no Twitter.

Falando à Bloomberg enquanto isso, Carylyne Chan, chefe global de marketing da CMC, ofereceu um vislumbre de como o ranking do site mudaria no futuro.

“Por exemplo, se uma exchange com pouco tráfego tiver um volume de 300 milhões de dólares e apenas 5 BTC em sua carteira, os usuários poderão tirar suas próprias conclusões sem a necessidade de fazermos julgamentos arbitrários sobre o que é 'bom' ou 'ruim'", explicou ela.

A CMC já havia chamado a atenção de figuras de cripto após pesquisas anteriores da plataforma de negociação The Tie, que também lançaram luz sobre os volumes relatados pelas exchanges.

Especificamente, Changpeng Zhao, CEO da Binance, argumentou que uma moeda subindo no ranking do site alienou investidores experientes, que automaticamente assumiriam que seu tamanho era suspeito.

Além disso, na semana passada, duas trocas com volumes de negociação suspeitos ultrapassaram brevemente a Binance nos rankings de volumes ajustados da CMC, uma seção do site que tenta filtrar o volume artificial e wash trading.

Chan não deu um prazo para a implementação das mudanças.