Cidadão chinês Wei Liu também reivindica direitos autorais para o white paper do Bitcoin nos EUA

Dados oficiais da requisição de direitos autorais dos Estados Unidos mostram que Wei Liu, um cidadão chinês residente na Califórnia, reivindicou os direitos autorais do white paper do Bitcoin (BTC) em 24 de maio.

Na declaração, Liu afirma ter publicado o white paper do Bitcoin em 11 de janeiro de 2008, sob o pseudônimo de Satoshi Nakamoto, com o título "Bitcoin: um sistema de dinheiro eletrônico peer-to-peer". No início deste mês, o autoproclamado Satoshi Craig Wright também registrou um pedido de direitos autorais nos Estados Unidos para o mesmo artigo e a maior parte do código original usado para construir o Bitcoin.

O Cointelegraph não foi capaz de determinar quem é Wei Liu ou o motivo por trás da reivindicação de direitos autorais até o momento desta publicação.

Um comunicado de imprensa de 21 de maio alegou que os funcionários dos EUA receberam a confirmação de que Wright é realmente Satoshi Nakamoto, mas a notícia foi recebida com ceticismo por alguns comentaristas de cripto.

No início deste mês, o Cointelegraph informou que a validade legal dos registros de direitos autorais de Wright é um objeto de disputa. O empreendedor e desenvolvedor do Bitcoin Jimmy Song disse ao Cointelegraph que, em vez de provar que ele é Satoshi, o documento mostra "que CSW está loouco atrás de publicidade, mas nós já sabíamos disso".

O Escritório de Direitos Autorais dos EUA respondeu em 22 de maio ao clamor sobre a nova alegação de Wright divulgando uma declaração à imprensa que diz que “como regra geral, quando o Escritório de Direitos Autorais recebe um pedido de registro, o reclamante certifica a veracidade das declarações feitas nos materiais submetidos." O autor da declaração conclui:

"O Escritório de Direitos Autorais não investiga a veracidade de qualquer declaração."