China 'definitivamente' lançará sua moeda digital no mínimo daqui seis meses, diz investidora

A China “definitivamente” implementará sua moeda digital nos próximos seis meses a um ano, disse uma investidora local de blockchain.

Falando à CNBC em 20 de novembro, Edith Cheung, parceira do fundo de capital de risco focado em blockchain Proof of Capital, parecia convencida sobre a chegada iminente da moeda digital.

Cheung: lançamento pode acontecer em maio de 2020

"Penso que definitivamente dentro dos próximos seis a doze meses", disse ela à rede sobre um prazo de lançamento.

A China revelou que desenvolve o yuan virtual há vários anos, mas altos funcionários do governo até agora se recusaram a declarar quando isso poderia se tornar realidade.

Para Cheung, no entanto, as potências estrangeiras já devem estar preparadas para responder, pois a China parece se tornar o primeiro país do mundo a emitir uma versão digital de sua moeda nacional.

“Eu realmente acho que os Estados Unidos precisam se apressar; ter um pensamento e uma política fortes, pelo menos uma direção para o dólar virtual”, continuou ela.

No início deste mês, outro investidor apresentou uma previsão mais otimista para o lançamento da moeda digital, alegando que ela estaria entre nós em apenas três meses.

Expectativa de blockchain versus realidade

A China permanece no centro das atenções enquanto os planos de moeda digital são executados em conjunto com o endosso oficial da tecnologia blockchain. Anunciada pelo presidente Xi Jinping no mês passado, a política ainda está afetando os projetos chineses de blockchain, vários dos quais viram o valor de seus próprios tokens de criptomoeda aumentar consideravelmente.

Ao mesmo tempo, a mídia estatal chinesa recentemente jogou água fria nos níveis atuais de compromisso com a blockchain.

Segundo novas estatísticas, apenas cerca de 10% das 32.000 empresas na China que afirmam usar a tecnologia realmente o fazem.