Banco Central da China diz que moeda digital 'não tem cronograma' de lançamento

A China não tem uma data de lançamento específica em mente para sua moeda digital, afirmou o banco central em novos comentários que contradizem declarações anteriores.

Presidente do banco central: precisamos de tempo para pesquisar

Como divulgou o jornal local em língua ingelesa Global Times em 24 de setembro, o Banco Popular da China (PBoC) negou que Pequim esteja pronta para estrear seu novo ativo financeiro.

Segundo a publicação, que não citou diretamente o presidente Yi Gang, o PBoC "precisa pesquisar, testar, avaliar e prevenir riscos".

"A pesquisa e o desenvolvimento da moeda digital da China alcançaram progressos positivos, mas o país não tem um cronograma para lançar uma moeda digital até agora", resumiu.

Contas oficiais conflitantes

As observações contrastam com as feitas pelo vice-diretor Mu Changchun em agosto. Como o Cointelegraph relatou, na época, a impressão do PBoC era que a moeda digital estava completa e apenas aguardando o lançamento.

Ele acrescentou que isso poderia acontecer antes do final de 2020, quando o Facebook planeja lançar sua própria moeda digital privada, o Libra.

O PBoC indicou que o desenvolvimento de seu próprio token se acelerou como uma resposta direta ao Libra, apesar de as autoridades já estarem de olho em uma moeda digital há vários anos.

No início deste mês, Mu sugeriu que ajudaria a garantir a soberania monetária e fazia parte do planejamento prudente da política econômica.

Enquanto isso, Yi também minimizou a importância nessa área, dizendo que a moeda digital substituirá parte da oferta monetária M0 do yuan, em vez de tocar em M1 ou M2.