Empresa de Pagamento e Remessa Baseada no Chile, CurrencyBird, ingressa na RippleNet

A CurrencyBird, empresa de remessas de valores baseada no Chile, juntou-se à RippleNet, a rede global de provedores de pagamento baseada em blockchain da Ripple, de acordo com um anúncio publicado em 25 de julho.

A CurrencyBird tornou-se assim, ostensivamente, a primeira empresa de pagamentos chilena a se associar à RippleNet, uma rede de provedores institucionais de pagamentos, como bancos e empresas de serviços financeiros que usam soluções desenvolvidas pela Ripple para enviar dinheiro globalmente.

A empresa afirma no post que a parceria lhe permitirá adicionar novas rotas aos seus mais de 50 destinos já existentes, novas moedas, melhores preços e velocidades de transferência mais rápidas. 

Em 2018, as remessas familiares na América Latina e no Caribe chegaram a US$ 85 bilhões, segundo dados da organização sem fins lucrativos The Dialogue. Durante 2017 e 2018, as remessas do Chile continuaram a aumentar e podem até dobrar, geralmente devido à migração intra-regional. 

Segundo dados do Banco Mundial, o Chile recebeu US$ 66 milhões em remessas pessoais em 2018. 

Conforme relatado recentemente pela Cointelegraph, em seu relatório do segundo trimestre de 2019, a Ripple retirou um bilhão de depósitos a cada mês durante o trimestre, totalizando três bilhões de XRP. Dos três bilhões, 2,1 bilhões foram reinvestidos em contratos de caução, enquanto os outros 0,9 bilhões foram supostamente usados ​​para financiar os empreendimentos de XRP via parcerias Xpring e RippleNet.

A RippleNet ultrapassou os 200 clientes globais no início de 2019, após adicionar cinco novos clientes - JNFX, SendFriend, Transpaygo, FTCS e Euro Exim Bank - para usar o XRP em pagamentos transnacionais.