Empresa canadense de Blockchain assina contrato com o Ministério de Transporte de Seul

A empresa canadense de tecnologia, Graph Blockchain, fechou uma parceria com o Ministério dos Transportes de Seul, na Coréia do Sul, para conduzir um programa piloto de armazenamento de dados sofre o tráfego por meio de uma aplicação baseada em blockchain, de acordo com um comunicado de imprensa em 24 de junho.

A Graph supostamente assinou um contrato de cerca de US$ 55.000 CAD, ou aproximadamente US$ 41.695 no momento da escrita, para executar este programa piloto como parte da " iniciativa Smart City ". 

De acordo com o CEO da Graph Blockchain, Jeff Stevens, a empresa pretende usar sua solução blockchain para “simplificar e proteger” os dados de tráfego. A Graph Blockchain supostamente usa a estrutura de código aberto Hyperledger Fabric para desenvolver suas soluções blockchain. 

Perto do final de 2018, o prefeito de Seul, Park Won-soon, anunciou a “Blockchain City of Seoul”: um plano de cinco anos para aumentar a indústria de blockchain na capital da Coréia do Sul. Park também observou que as soluções blockchain seriam integradas nos sistemas de administração de Seul, incluindo um sistema de votação , gerenciamento de caridade e relatórios de histórico de veículos. Em maio, a Park anunciou ainda a integração da tecnologia blockchain em seus cartões de identificação dos cidadãos. 

Como previamente relatado por Cointelegraph, bancos sul-coreanos também estão desenvolvendo soluções baseadas blockchain mas não estão apoiando o uso de criptomoeda. Um influencer de criptomoedas coreano Hyun-sik 'Soso' Choi comentou o caso dizendo:

“Bancos coreanos estão entrando no campo de blockchain. Enquanto isso prova que há um enorme interesse na tecnologia das finanças tradicionais, todas as tentativas estão no lado da tecnologia. Eles estão ignorando a parte da criptomoeda.

Soso cita do diversos apoios governamentais a inovações construidas com blockchain, mas que não possuem criptomoedas, como uma das principais razões para a abordagem atual dos bancos.

A Coréia do Sul atualmente tem uma proibição de oferta inicial de moedas ( ICOs ), assim como a China. O Japão , no entanto, permanece como um dos países do Leste Asiático que atualmente está tentando regular as ICOs, mantendo legalmente as ofertas do tipo e as exchanges de criptomoedas .