Criador do C ++ lamenta o uso da sua invenção na mineração de Bitcoin

Bjarne Stroustrup, um cientista da computação dinamarquês e criador da linguagem de programação C ++, desabafou sobre sua frustração com o uso do C ++ na mineração de Bitcoin (BTC). Stroustrup fez suas observações durante uma entrevista para o podcast de Lex Friedman, lançado em 7 de novembro.

Falando com Friedman, Stroustrup forneceu uma visão abrangente da evolução do C ++, os conceitos, implementações e eficiência da linguagem. Embora Stroustrup tenha observado que as linguagens de programação geralmente têm grandes bases de usuários que as utilizam de maneiras para as quais não foram projetadas, ele expressou decepção pelo criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, escolher o C ++ como a linguagem fundamental para escrever a implementação original do código fonte do Bitcoin.

Quantidades ultrajantes de energia e casos de uso suspeitos

Stroustrup continuou dizendo: "Quando você cria uma ferramenta, não sabe como ela será usada. Você tenta melhorar a ferramenta observando como ela está sendo usada, mas, na verdade, você não tem controle sobre como alguma coisa é usada.”

Referindo-se ao uso indevido do C ++, Stroustrup apontou a grande quantidade de eletricidade que é usada para a principal mineração de moeda digital, bem como sua suposta implantação para atividades ilícitas. Stroustrup afirmou:

“Estou muito feliz e orgulhoso de algumas das coisas nas quais o C ++ está sendo usado e outras que eu gostaria que as pessoas não fizessem, a mineração de Bitcoin é o meu exemplo favorito - ela usa tanta energia quanto a Suíça e serve principalmente criminosos.”

Tentativas de reduzir o consumo de energia na mineração de BTC

Alguns participantes do setor tentaram encontrar uma solução para o consumo de energia na mineração de Bitcoin. Em setembro, a empresa de infraestrutura de mineração Bitcoin Northern Bitcoin AG, concluiu testes para seu novo contêiner de mineração resfriado a ar. A empresa opera hardware de mineração focado no BTC, que utiliza fontes de energia renováveis e tem como objetivo alcançar maior eficiência e sustentabilidade.

No mesmo mês, foi relatado que o consumo de energia do Bitcoin estava se tornando rapidamente mais eficiente. Apesar de mais poder de computação ser dedicado à mineração de Bitcoin, era necessária menos eletricidade para alimentá-lo.