Ilhas Virgens Britânicas e empresa blockchain desenvolvem sistema de pagamentos cripto para auxílio de emergência

As Ilhas Virgens Britânicas (IVB) - um Território Ultramarino do Reino Unido no Caribe - fizeram uma parceria com a Lifelabs.io, uma empresa de blockchain, para lançar uma infraestrutura alternativa de pagamentos com cripto para residentes em toda a sua rede de ilhas. O desdobramento foi divulgado em um comunicado de imprensa do governo das IVB em 18 de abril.

A parceria destaca particularmente o foco no uso de uma infraestrutura de cripto para apoiar a transferência confiável e rápida de ajuda e o acesso a fundos em cenários de emergência.

O governo das IVB implementará a blockchain Plataforma-como-Serviço (PaaS, na sigla em inglês) da Lifelabs, que reduz as taxas de transação em mais de 50%, além de proporcionar economias de tempo significativas em comparação aos pagamentos eletrônicos da ACH (Automated Clearing House).

Além disso, a implementação apoiará o uso dos residentes do aplicativo LifeWallet baseado em smartphones, que suporta tokens Ether (ETH), Bitcoin (BTC), tokens compatíveis com ERC-20 e o token nativo da Lifelabs, o life.

Ambas as partes ressaltam que a implementação de uma infra-estrutura de pagamentos blockchain - que suporta transações comerciais locais e peer-to-peer - garantirá que os residentes possam continuar a acessar bens e serviços essenciais no caso de uma crise humanitária.

As IVB notavelmente sofreram danos superiores a US$ 3 bilhões durante o furacão Irma em 2017 - três vezes o PIB estimado em US$ 1 bilhão. Os parceiros também lançaram uma plataforma de beneficência cripto, a BVI/Life Rapid Response Cash Fund, que terá como objetivo promover a transparência e a eficiência das doações, garantindo que os fundos cheguem realmente aos necessitados.

Andrew Fahie - premier (chefe de governo) e ministro das Finanças das IVB - disse que a inovação financeira impulsionada por blockchain "vem em um momento crucial para o nosso povo e nossa economia, enquanto a memória dos recentes desastres naturais permanece fresca em nossas mentes e corações, e a pressão por maior eficiência econômica continua crescendo ”.

Como publicado anteriormente, o potencial da blockchain de sustentar ajuda mais justa e equitativa e doar fundos de distribuição foi reconhecido pelas principais organizações mundiais, incluindo as Nações Unidas, que usaram a rede Ethereum para distribuir ajuda aos refugiados sírios em 2017.

As iniciativas da indústria também incluem o canal de doação com alimentação cripto lançado pelo braço filantrópico da Binance - a Binance Charity Foundation (BCF) - bem como parcerias de caridade da Fundação Tron e da BitPay. Tanto a Blockshow quanto a BCF lançaram recentemente campanhas de angariação de fundos para aumentar a cripto para a reconstrução da catedral de Notre Dame, que sofreu um incêndio no início deste mês que quase destruiu o marco mundialmente famoso.