Banco Central do Brasil anuncia novas medidas para abertura de contas bancarias, medida pode ajudar exchanges de Bitcoin

O Banco Central do Brasil, publicou hoje, 30 de setembro, no Diário Oficial da União, uma nova medida que visa facilitar a abertura de contas bancárias para pessaos físicas e jurídicas.Segundo o documento os novos requisitos para abertura, manutenção e encerramento de contas foram simplificados e as novas medidas serão válidas a partir de 1º de janeiro de 2020. 

As novas diretrizes revogaram a antiga resolução que estabelecia a documentação mínima exigida pelos bancos na abertura de contas. Entretanto documentações adicionais podem ser exigidas para prevenir lavagem de dinheiro, mas segundo Edelnyo Cardoso, chefe de divisão do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro, estas exigências também deve ser revistas.

A medida pode beneficiar exchanges de Bitcoin e criptomoedas que enfrentam diversos problemas com os bancos tradicionais que tem encerrado suas contas bancarias e até negado a abertura de contas, levando a situações inusitadas, como da CoinBr que, por ter todas as suas contas encerradas e seus pedidos de abertura negado, não consegue pagar os impostos acima de R$ 10 mil reais, que só podem ser pagos com contas-correntes.

Como noticiou o Cointelegraph, o Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, destacou em Audiência na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização no Senado Federal, que o uso da tecnologia blockchain é importante para o BCB avançar na digitalização da economia.

Segundo Campos Neto o Banco Central precisa se dedicar a como será a economia do futuro tendo como base a evolução da tecnologia e a digitalização da economia.

"Precisamos ainda nos dedicar ao desenho de como será o sistema financeiro no futuro, tendo como foco o papel da evolução tecnológica. O processo de inovação se intensificou nos últimos anos com o aumento da capacidade de processamento; da armazenagem de informação; da organização da informação; e, finalmente, da interpretação da informação e do uso de dados", disse.