Brasil testa blockchain para transações com países parceiros

A Receita Federal está usando um novo sistema blockchain para garantir a autenticidade dos dados compartilhados entre o Brasil e países parceiros. A notícia foi divulgada pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Atualmente em fase de testes, a plataforma atende provisioramenete pelo nome de bCONNECT e foi criada pelo Serpro com o objetivo de garantir a segurança em transações feitas por importadores e exportadores.

O bCONNECT foi desenvolvido com o framework Hyperledger Fabric 1.4.

O sistema era irá compartilhar via blockchain informações cadastrais de empresas certificadas pela Receita Federal, como o Operador Econômico Autorizado (OEA).

De acordo com o comunicado o uso da blockchain oferece um modelo federativo de colaboração entre as nações. O auditor fiscal da Receita, Sérgio Alencar, afirma:

“A troca de informações entre os países é constante e precisa ser rápida, eficiente e segura. O que está escrito em blockchain, como se diz, está escrito na pedra, não se adultera.”

Segundo o Serpro, após a fase de testes, será realizado o desenvolvimento da rede e o estabelecimento do contrato inteligente entre o Brasil e o Uruguai, para então o modelo ser apresentado aos demais países do Mercosul.