Jul 17, 2019

Câmara de Comércio Brasil-Canadá é a primeira instituição brasileira a fazer parte do Blockchain Research Institute

636 Total views
9 Total shares

A Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) fechou parceria com o Blockchain Research Institute (BRI), segundo um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph nesta semana.

Segundo o comunicado, a adesão da CCBC ao BRI é a primeira do tipo no Brasil e torna a Câmara a primeira organização brasileira a se associar a uma rede de conhecimento voltada apenas para o estudo do blockchain no Brasil e no mundo.

A adesão dá direito ao conteúdo técnico e estudos que são reservados apenas aos associados do BRI.

“É preciso disseminar as iniciativas que estão revolucionando o mundo financeiro. Com essa aproximação do BRI teremos acesso às pesquisas sobre blockchain realizadas no mundo e, com isso, podemos entender e direcionar empreendedores brasileiros nas aplicações estratégicas”, afirma Paulo Perrotti, presidente da CCBC.

Ainda segundo Perroti, a intenção é trazer mais informações para fomentar a inovação no país e ajudar os empreendedores a serem mais eficientes nos negócios.

A aproximação entre CCBC e BRI busca também gerar eventos e novos estudos sobre o tema e seu uso prático nos mais diversos mercados. A CCBC deverá, até o fim do ano, realizar atividades que tragam detalhes sobre direitos autorais no universo do blockchain, supply chain, criptomoedas, entre outros temas.

O uso da blockchain tem se popularizado no Brasil. Como reportou o Cointelegraph, a construtora e incorporadora Cyrela, uma das maiores empresas do setor no país, anunciou que realizou a primeira transação imobiliária completamente feita em blockchain.

Siga-nos no Facebook

Escolha do editor
Press Releases