O Blockchain vem para despedaçar as velhas loterias de séculos, TrueFlip está liderando a disputa

TrueFlip, a primeira plataforma de loterias descentralizada do seu gênero, anuncia uma próxima venda de tokens. Seguindo o sucesso de uma pré-ICO conduzida de modo furtivo, os desenvolvedores visam assegurar mais investimento para futuras melhorias do produto e uma bolada ainda maior.

“Apenas jogue o Blockchain nela”

A tecnologia de registro distribuído - também conhecida como Blockchain - é um assunto quente para muitas indústrias neste momento. Hoje, é bem sabido que a transparência e a natureza da dispensa de confiança podem causar um grande efeito em uma ampla variedade de aplicações.

 

Porém, entender isso e estar apto a realmente criar plataformas são duas coisas muito diferentes. Existe ao menos uma indústria em particular que tem lutado para uma mudança de visão para um sistema completamente descentralizado em realidade - a de loterias.

Até o momento, têm havido algumas tentativas de criar uma loteria baseada na plataforma Blockchain, mas nenhuma dessas inciativas deu frutos. Seu desaparecimento aconteceu por transparência insuficiente, planos excessivamente ambiciosos apoiados por zero produtos e - às vezes - escândalos envolvendo a liderança por trás do projeto.

Estes problemas não são herdados pela indústria das loterias - eles são a visão de um mercado jovem que ainda está crescendo e aprendendo de seus próprios erros. Cedo ou tarde, aparecerá uma equipe capaz de apresentar um produto terminado e funcionando. De fato, julgando por seu registro de sucessos, a TrueFlip poderia ser a responsável pelo truque.

Loterias: sem mudanças há 600 anos

Registros históricos mostram que as primeiras loterias, que funcionavam quase exatamente como as de hoje, apareceram no século XV nos Páises Baixos. As cidades de Gent, Utrecht e Bruges detinham loterias estatais para financiar seus próprios projetos, como construir fortificações para a cidade. 

Já se passaram quase 600 anos desde então, e as cidades já não precisam mais de paredes, mas o foco das loterias mantém-se o mesmo - elas são um mecanismo usado pelo governo para levantar dinheiro sem elevar os impostos.

 

Este monopólio estatal não significa nada de bom para os jogadores. Governos regulamentam fortemente as loterias, impondo muitas restrições aos jogadores. Por exemplo, na maioria das loterias estatais atuais, ninguém pode participar remotamente - bilhetes são vendidos apenas de maneira física e apenas no território onde acontece o jogo.

 

Aliás, as atuais loterias convencionais são totalmente não-transparentes. Os organizadores fazem as regras, imprimem e vendem tíquetes e dão os números - e o processo acontece majoritariamente por baixo dos panos. Quaisquer detalhes que os jogadores são autorizados a saber são aprendidos através da TV, que é um método de comunicação de mão única, sem espaço para feedback ou interação.

Estas loterias podem ser completamente injustas - mas nós nunca vamos saber porque nós não temos acesso aos detalhes de como eles são conduzidos.

 

Basicamente, eles são uma jogada de risco. E não estamos falando aqui o real fator de risco presente em um jogo em si. Ao comprar um bilhete de loteria, você deposita sua confiança que os organizadores não vão te enganar. E é fácil demais para eles tirar proveito dessa confiança.

Então, na verdade o blockchain pode ajudar?

Na teoria, o Blockchain possui todo o necessário para eliminar as desvantangens cruciais dos atuais jogos lotéricos.

Se desprezarmos todos os detalhes superficiais e dermos uma olhada no nível mais básico de interação entre organizadores de loterias e participantes, é impressionante como o dinheiro troca de mãos.

Os jogadores compram seus bilhetes, os organizadores dão os números vencedores, alguns jogadores ganham os prêmios e os organizadores reservam uma parte das apostas para si mesmos. Todas essas transações podem ser abertas, publicamente acessíveis a um registrador público - como é o Blockchain - além de eliminar o fator confiança da equação.

Se a história de cada centavo envolvido na loteria pudesse ser monitorada por qualquer usuário a qualquer momento, não haveria razão para duvidar da justiça do jogo. Aliás, o Blockchain pode garantir a transparência da geração de números vencedores para a loteria provendo sementes aleatórias de todas as formas de block hases

E isso não é tudo, já que o uso de criptomoedas impulsionadas por Blockchain para a compra de tíquetes e pagamentos de prêmios oferecem uma larga gama de outras vantagens. Elas incluem micro pagamentos além das fronteiras, transações quase instantâneas e muito menos opções restritivas a participantes estrangeiros.

Então, com todas essas vantagens, como ainda não há loterias impulsionadas por Blockchain em funcionamento  no mercado e não são populares? Bom, tem havido tentativas.

Uma das primeiras plataformas que a Cointelegraph cobriu foi a LottoShares. Ela já não existe mais, e a causa de sua morte se perdeu na história.

A Kibo Platform é o exemplo mais recente. Após um ICO bem sucedido em outubro do ano passado, o projeto ficou em silêncio por um longo tempo. Só recentemente eles anunciaram o lançamento de uma versão testnet fechada, que será acessível para apenas 40 pessoas a princípio e até 420 no total.

Não soa exatamente como uma plataforma de loteria transparente, não é? Continua parecendo que a Kibo conseguirá cumprir suas promessas e entregar um jogo funcional, abertamente acessível no futuro. 

No entanto, tudo isso pede uma pergunta: se a evidentemente grande ideia de uma loteria descentralizada já está aí há anos, por que ninguém ainda a transformou em realidade?

Os motivos podem ser numerosos, mas pessoalmente acho que tem a ver com ganância - há uma batalha entre o desejo de criar um jogo realmente descentralizado e a vontade de fazer dinheiro no processo.

Sempre há um incentivo a omitir algo dos usuários. Os desenvolvedores abrem espaço para oportunidades de espremer algum dinheiro extra dos jogadores, e quando algum desses detalhes é descoberto, o projeto perde sua plateia.

Por exemplo, a própria Kibo fico sob o fogo cruzado dos investidores quando estes descobriram que os donos da plataforma haviam retido cerca de 75 por cento dos tokens da plataforma para si mesmos.

Isso leva a uma conclusão muito óbvia - se alguém quer construir uma plataforma de sucesso, cujos valores-chave sejam justiça e transparência, eles devem se manter neste ideal, mesmo que isso signifique perder algumas oportunidades de lucros.

Algum dia uma loteria descentralizada verá a luz?

Para dizer a verdade, eu não fui completamente honesto com você até agora. Existe ao menos uma loteria Blockchain na qual você pode jogar agora - a TrueFlip. Ela é uma loteria online descentralizada, impulsionada pelo Blockchain e está em operação de um modo semidiscreto por enquanto.

A TrueFlip é um jogo funcionale terminado - ele funciona similarmente ao Powerball, com as escolhas sendo feitas todos os dias mais ou menos às 8 da noite (GMT). Ela se vangloria de uma audiência de cerca de 40.000 jogadores regulares, e ela apenas terminou uma bem-sucedida campanha de arrecadamento pré-ICO.

O desenvolvimento da loteria começou em novembro de 2016 e foi conduzido usando o dinheiro da própria equipe. O desenvolvimento e teste de um MVP e lançamento da versão alfa foram todos feitos sem nenhuma arrecadação exterior ou atenção significativa da mídia.

De todos os projetos que foram lançados nesta área, este parece ser o que tem mais "tração" neste momento - especialmente porque ela harmoniza sua grande e real base de jogadores com o fato de que quase não há cobertura da mídia do projeto até agora. Alguns programas de referência, tais como um de 2 por cento da receita do tempo de vida também têm sido um fator de sucesso.

Mas a TrueFlip não é perfeita também. Ela não pode, com toda a honestidade, ser chamada de plataforma descentralizada no momento. Há alguns elementos de descentralização, como um código aberto para a geração de números e pagamentos, e o uso de criptomoedas para depósitos e saques.

Entretanto, muitos processos ainda ocorrem por baixo dos panos, e a equipe original continua no comando total do funcionamento interno da plataforma.

 

Mas esta parece ser uma decisão consciente: os desenvolvedores anunciam que eles estão completamente cientes da falta de transparência de alguns elementos de seu jogo e que seu roteiro uma continua e integral descentralização da plataforma.

O projeto afirmou que sua missão é tornar-se a loteria Blockchain mais popular e transparente ativa e, em última instância, transferir o controle da plataforma para a comunidade. Para alcançar estas metas, a TrueFlip planeja criar uma oferta pública de tokens, começando em 28 de junho.

Durante a campanha, 21 milhões de tokens baseados no Ethereum serão vendidos a um preço fixo de 0,0005 Bitcoin por token. A TrueFlip planeja arrecadas 6.125 Bitcoins no total, 40 por cento das quais vão para o grande prêmio e o restante para ser gasto no desenvolvimento futuro da plataforma, incluindo três jogos novos e aumentando a transparência.

Teremos que esperar para ver se essa oferta pública vai alcançar os objetivos. Todavia, o fato de o projeto já ser um jogo em funcionamento e ter uma audiência fiel é um forte indicador de um possível sucesso. Especialmente considerando que algumas campanhas de ICO recentemente conseguiram atingir seus objetivos com nada além da ideia de um produto.

Será muito interessante ver qual dos projetos vai finalmente ser capaz de preencher o nicho das loterias justas e transparentes, baseadas em Blockchain. E temos na TrueFlip um forte competidor.

Atenção. A Cointelegraph não endossa qualquer conteúdo ou produto nesta página. Enquanto visamos prover a você todas as informações importantes que possamos obter, o leitor deve fazer sua própria pesquisa antes de tomar qualquer ação relacionada à companhia e ter total responsabilidade por suas decisões e este artigo não pode ser considerado um conselho de investimento.


Siga-nos no Facebook