Blockchain Academy e Kyvo lançam programa de aceleração voltado para blockchain que prevê incentivo de R$ 1,8 milhão

A Blockchain Academy e a Kyvo anunciaram uma parceria inédita no Brasil para lançar o primeiro programa de aceleração de ecossistema exclusivamente para soluções baseadas em blockchain, conforme comunicado de imprensa compartilhado hoje, 05 de julho, com o Cointelegraph.

Segundo o comunicado o programa, chamado Blockchain Ecosystem Acceleration, irá envolver empresas e startups para o desenvolvimento de projetos de inovação a partir de blockchain e prevê um investimento total de R$ 1,8 milhão que será distribuído na estruturação de projetos, bem como no desenvolvimento, teste e validação deles.

"Buscamos startups maduras que já oferecem soluções sólidas para as necessidades reais do mercado, mas que estão planejando construir novas soluções baseadas em blockchain (ou DLT) com outros players no ecossistema", explica Rosine Kadamani, co-fundadora da Blockchain Academy.

As empresas destacam que setores como financeiro, logística e são alguns dos focos do programa. No total, as cinco startups selecionadas para o Blockchain Ecosystem Acceleration serão associadas a cinco companhias, para trabalharem lado a lado, construindo projetos ao longo de seis meses de trabalho. Destes, os dois primeiros meses serão dedicados à fase de Strategy, em que as startups e empresas parceiras se dedicam à estruturação do escopo do projeto que desenvolverão em conjunto ao longo dos próximos meses.

Nesta fase, os projetos serão conduzidos pela Kyvo e Blockchain Academy por um processo de capacitação e imersão consultiva em design estratégico e blockchain. Os quatro meses seguintes serão dedicados ao desenvolvimento das soluções em conjunto com as empresas patrocinadoras, em etapa nomeada Project. "O programa traz uma abordagem de design estratégico combinada com um forte método educacional em blockchain, resultando em uma consultoria altamente especializada que oferece as melhores soluções para o ecossistema", diz Kadamani.

"Do lado das empresas patrocinadoras, o objetivo é facilitar a adoção de soluções de blockchain em suas operações, acelerando, assim, a incorporação da tecnologia ao dia a dia da corporação", explica Hilton Menezes, fundador e CEO da Kyvo Design-Driven Innovation.

Além da aceleração no Brasil, o Blockchain Ecosystem Acceleration terá uma edição também em Portugal, "Futuramente a ideia é trabalharmos com projetos mais globais, podendo ser aplicados por startups e multinacionais com atuação nos mercados europeu e sul-americano", afirma Hilton Menezes.

Como reportou o Cointelegraph, representantes do Governo Federal do Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina estão reunidos na sede regional do Serpro em Porto Alegre para um "brainstrom" sobre o bConnect, plataforma em blockchain que ligará o comércio exterior do países. Os profissionais passaram a semana trabalhando no primeiro protótipo dedicado à troca de dados referentes a empresas cadastradas para operar no comércio exterior, atividade essencial para a aduanas dos países.