Veterano da BlackRock e Goldman Sachs se junta à Blockchain.com como consultor geral

Howard Surloff, veterano da BlackRock e Goldman Sachs, juntou-se ao principal provedor de carteiras cripto, Blockchain.com, como consultor geral.

Mais de 25 anos em finanças 'tradicionais'

Depois de servir por mais de 25 anos as duas maiores e mais respeitadas instituições financeiras do mundo, Surloff agora será responsável por avançar o padrão da Blockchain para a área legal, de conformidade e de governança corporativa na indústria de cripto, anunciou a empresa em 1º de outubro.

Antes de entrar no setor cripto, de acordo com seu perfil no LinkedIn, Surloff trabalhou na BlackRock por 12 anos, a maior provedora de fundos negociados em bolsa do mundo. Na BlackRock, Surloff serviu por muito tempo como vice-conselheiro geral, antes de ser nomeado diretor geral de operações dos negócios iShares e Index da BlackRock, com mais de US $ 4,4 trilhões em ativos e 800 funcionários em todo o mundo, observa o relatório.

Antes de ingressar na BlackRock, o veterano de Wall Street trabalhou por mais de 12 anos no Goldman Sachs, atuando como diretor administrativo e consultor jurídico da Divisão de Gerenciamento de Ativos dos EUA. Nesta área, ele supostamente supervisionou a estratégia legal e a estruturação em mais de 1000 produtos de investimento.

BlackRock e Goldman Sachs em cripto

Enquanto isso, a BlackRock e o Goldman Sachs manifestaram interesse no Bitcoin (BTC) e em sua tecnologia blockchain. Mais recentemente, o Goldman Sachs forneceu uma previsão de alta para o preço do Bitcoin em uma nota aos clientes em 11 de agosto, sugerindo uma meta de curto prazo de US$ 13.971. Em julho de 2019, a empresa revelou suas aparentes intenções de montar um novo projeto cripto, publicando uma listagem de vagas que procuram, dentre elas, um Gerente de Projetos de Ativos Digitais, que estará por trás do programa de incubação interna GS Accelerate do banco.

Em 2018, a BlackRock anunciou a formação de um grupo de trabalho para avaliar o potencial envolvimento com o Bitcoin, incluindo investimentos em futuros de Bitcoin. Em agosto de 2019, o CEO da BlackRock, Larry Fink, afirmou que não considera o Libra do Facebook uma criptomoeda, argumentando que o mundo não precisa do Libra, mas da implementação de tecnologia.