Bitcoin sobe 35% e bate US$ 10 mil, depois recua para US$ 9 mil mas já valoriza 8%, Confira principais análises do que aconteceu

O preço do Bitcoin apresentou, nesta sexta-feira, 25 de outubro, uma das maiores valorizações de sua história, saindo de US$ 7.600 para a faixa de US$ 10 mil, um movimento positivo de mais de 35%. A valorização foi repentina e num intervalo de minutos o preço subiu mais de 10%. 

Já em 26 de outubro, a principal criptomoeda do mercado recuou para US$ 9 mil, mas hoje, 27, o BTC já chegou a valorizar 8%, voltando para faixa de US$ 9.700. No Brasil, segundo dados do Cointrademonitor, o Bitcoin voltou a faixa próxima dos R$ 40 mil e o volume de negociações na exchange Mercado Bitcoin foi um dos maiores do mês.

No entanto, embora o mercado tenha comemorado o movimento repentino, especialistas divergem sobre os motivos que levaram a alta. O movimento ascendente levou a uma cascata de liquidação de posições em short na BitMEX.

De acordo com Datamish, mais de US$ 150 milhões em contratos de short na BitMEX foram liquidados, aumentando ainda mais o preço do Bitcoin em um curto espaço de tempo. Confira os principais motivos, apontados por analistas como catalisadores da nova alta.

Presidente da China fala sobre Blockchain

Como noticiou o Cointelegraph, o presidente da China, Xi Jinping, declarou, em 25 de outubro, que o país precisa acelerar a adoção de blockchain, a tecnologia do Bitcoin. Foi a primeira manifestação do presidente sobre a tecnologia.

“Devemos considerar a blockchain como um avanço importante para a inovação independente das principais tecnologias, esclarecer as principais direções, aumentar o investimento, focar em várias tecnologias principais e acelerar o desenvolvimento da inovação industrial e em blockchain.” – Xi Jinping.

Além disso, a China publicou uma nova lei que regulamenta as criptomoedas e que entrará em vigor em 1º de janeiro de 2020. Segundo a nova lei, as criptomoedas não serão proibidas na China mas as empresas devem atuar seguindo as novas diretrizes e políticas para o setor.

Bitcoin Futuro na Bakkt

Embora as negociações de Bitcoin futuro na Bakkt tenham começado tímidas, com menos de 50 Bitcoins sendo negociados na abertura, o volume, em 25 de outubro, bateu um novo recorde, com 791 Bitcoin sendo negociados. O movimento ascendente na plataforma de criptomoedas da Bolsa de Valores de Nova York coincidiu com a hora em que o BTC também começou a valorizar.

 

Vencimento dos contratos futuros na CME

No dia 25 de outubro também venceram os contratos futuros de Bitcoin na CME, a Bolsa de Chicago que foi uma das primeiras a iniciar negociações com BTC visando investidores institucionais. O vencimento do contrato levou investidores a realocar seus movimentos e ajustarem suas posições.

Os contratos de futuro de Bitcoin são amplamente apontados como 'balizadores' do mercado, inclusive o ex-presidente da CFTC - Comissão de Negociação de Futuros de Commodities, dos EUA, Christopher Giancarlo, declarou que em reunião com Trump e outros reguladores do mercado decidiram aprovar as negociações de Bitcoin futuro para 'estourar' a bolha no preço do BTC.

Bom momento no S&P

Segundo Thomas Lee, da Fundstrat, o movimento de alta no BTC coincide também com um momento positivo no índice Standard & Poor's 500 que também apresentaram forte valorização no dia. De acordo com Lee, o Bitcoin está deixando de ser 'impopular' entre os investidores e tem atraído atenção de capitalistas que veem na criptomoeda uma nova oportunidade de rendimentos.

Lee destacou também que os 'melhores anos' do Bitcoin são quando o S&P registra valorização acima de 15%. Para ele o rali do Bitcoin coincide diretamente com o dia de distribuição de dividendos da S&P 500.

E agora?

Segundo o analista do Cointelegraph Rakesh Upadhyay, o movimento ascendente eclodiu na EMA de 20 dias, que é um sinal positivo. O próximo alvo a ser observado de cabeça para baixo é a SMA de 50 dias.

Para ele, se esse nível for ultrapassado, é provável que haja uma alta na linha de tendência de baixa, perto de US$ 10.000. Este é um nível importante a ser observado, pois se os bulls escalarem acima da linha de tendência de baixa, a tendência de alta será retomada.

Como o sentimento ficou otimista, os comerciantes podem usar quedas de US$ 8.200 para comprar. Um stop loss pode ser mantido em US$ 7.200. Nossa visão otimista será invalidada se os bears defenderem a zona de resistência aérea e reduzir o preço abaixo dos mínimos recentes de US $ 7.297,21.

Como noticiou o Cointelegraph, além do Bitcoin, NEO, Bitcoin Satoshi Vision, Bitcoin Cash e Chainlink, foram as principais criptomoedas com valorização na semana.

Confira mais notícias