Bitcoin é vendido por US$ 24.000 no Irã, com a escalada das tensões com os EUA

Os vendedores baseados no Irã, da plataforma de negociação P2P LocalBitcoins, estão atualmente pedindo cerca de 1 bilhão de riais iranianos ou mais de US$ 24.000 por Bitcoin (BTC) - bem acima da máxima histórica de 2017 - à medida que as tensões atingem um ponto de ebulição entre Washington e Teerã .

LocalBitcoins lowest offers per BTC. Source: LocalBitcoins

As ofertas mais baixas da LocalBitcoins por BTC. Fonte: LocalBitcoins

Preço do Bitcoin sobe em riais iranianos

O valor impressionante no Irã em relação ao preço atual do mercado global - em torno de US$ 7.350 - ocorre na sequência de um ataque aéreo no aeroporto de Bagdá, ordenado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que matou o chefe da elite da Força Quds da Guarda Revolucionária Iraniana, general Qasem Soleimani.

Como o Cointelegraph relatou hoje, isso levou a um aumento nos preços globais do petróleo, bem como o Bitcoin se recuperando dos mínimos de ontem, de cerca de US$ 6.850.

O fundador da empresa de análise de criptomoeda Messari Ryan Selkis, explica que o valor pode ser devido aos iranianos que desejam sair da moeda nacional em desvalorização do Irã, particularmente em meio à perspectiva crescente de guerra com os EUA.

“O Bitcoin está sendo negociado a quase US$ 24.000 no equivalente em dólares dos Riais Iranianos no LocalBitcoins. É improvável que essas compras estejam pagando pela resposta das forças armadas iranianas. Em vez disso, pode ser iranianos inocentes (e desesperados) procurando uma saída do caos que se aproxima.”

Irã restringe o acesso à Internet

Por outro lado, os volumes de negociação relatados na LocalBitcoins atingiram o fundo do poço nos últimos meses. Isso provavelmente se deve ao governo do Irã restringir o acesso à Internet em todo o país desde novembro, em meio a protestos no país em resposta ao aumento dos preços dos combustíveis.

LocalBitcoins weekly trading volume, Iran. Source: Coin.dance

Volume semanal de negociação na LocalBitcoins, Irã. Fonte: Coin.dance

Enquanto isso, o Irã prometeu se vingar dos EUA após a morte de Soleimani, informou a NBC News.

No mês passado, o Cointelegraph informou que o Irã estava propondo uma criptomoeda muçulmana, como um dos vários meios para enfrentar o domínio econômico dos Estados Unidos.

"O mundo muçulmano deveria estar planejando medidas para se salvar da dominação do dólar dos Estados Unidos e do regime financeiro americano", disse o presidente iraniano, Hassan Rouhani.

No entanto, o Irã mantém uma posição desfavorável ao Bitcoin e as criptomoedas em geral, pois as autoridades ofereceram uma recompensa a quem expuser operações de mineração não autorizadas no país.