Preço do Bitcoin é "como o esquema Ponzi MMM": Ministro da economia russo

O chefe do Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia comparou o Bitcoin com o infame esquema de Ponzi MMM.

Falando no Conselho da Federação, Maksim Oreshkin repetiu o tema de "investidores não qualificados" comprando criptomoeda como sendo "perigoso".

"Porque se você olhar para a dinâmica do preço Bitcoin, eles são muito parecidos com o preço da MMM", disse ele, citado pela fonte de notícias local RIA Novosti.

A MMM originou-se na Rússia no final da década de 1980 como o produto do serial frauders Sergey Mavrodi. A aplicação da lei fechou o esquema e prendeu Mavrodi em 2003, mas em 2011 o MMM ressurgiu e agora está visando agressivamente os consumidores na África.

"Há riscos muito elevados aqui para quem está interessado [em Bitcoin]", continuou Oreshkin.

"É claro que o estado não pode proteger essas pessoas; Suas ações são inteiramente sob seu próprio risco. Estou simplesmente advertindo que todos tenham muito cuidado com essa questão".

Os comentários do ministro continuam a posição cada vez mais contraditória que as autoridades russas assumiram no Bitcoin.

Uma oferta semelhante para restringir o Bitcoin a "investidores qualificados" veio do vice-ministro das finanças do país, Alexey Moiseev, no início deste mês, enquanto a chefe do banco central, Elvira Nabiullina, disse que era “categoricamente contra” permiti-lo a Bolsa de Valores de Moscou.

Ao mesmo tempo, os esforços patrocinados pelo Estado para envolver a Rússia na mineração continuam a ganhar velocidade, já que a supremacia da China aparentemente se torna motivo de inveja.