Processos envolvendo Bitcoin cresceram 1.400% na Justiça brasileira nos últimos cinco anos

O número de processos judiciais no Brasil envolvendo a maior criptomoeda do mundo, o Bitcoin, cresceu 1.400% desde 2014, segundo matéria publicada nesta terça-feira, 24 de setembro, pelo portal LiveCoins.

Segundo o texto, o número de processos tem crescido exponencialmente desde 2012, com 650 já registrados apenas em 2019. Além disso, o maior crescimendo teria sido a partir de 2017, quando os processos judiciais chegaram a 100 pela primeira vez.

As primeiras ocorrências do Bitcoin em processos na Justiça aconteceram em 2012. Segundo dados da matéria, neste ano apenas um caso citando o Bitcoin foi registrado na Justiça brasileira. No ano seguinte, foram 18 processos, passando para 28 em 2014 e 44 em 2015.

A partir daí, o crescimento acelera. Em 2016, foram 75 processos, passando para 190 no ano seguinte, que marcou a disparada de preços do Bitcoin, e disparando para 567 ocorrências em 2018, durante mercado de baixa.

A matéria também revela que a maioria dos processos foi apresentada ao Tribunal de Justiça, contabilizando cerca de 1.200 desde 2012.

Na demografia dos processos, São Paulo lidera a lista com 793 ocorrências, seguida por processos registrados junto à União, 251, com o Distrito Federal em terceiro lugar, com 187 processos registrados.