Bitcoin no centro de caso de tráfico de drogas pela dark web na Holanda

Acusados de lavagem de centenas de milhares de euros através da moeda digital Bitcoin, seis homens estão enfrentando acusações em um tribunal holandês por aparentemente venderem Bitcoin usado para pagar por vendas ilegais de drogas.

Os homens podem ser condenados de seis a 36 meses por crimes relacionados à posse de drogas, bem como à lavagem de dinheiro.

Tem havido repressão aos crimes relacionados ao Bitcoin uma vez que os criminosos continuam tentando usá-lo como meio de realizar pagamentos ilegais e anônimos.

Negociando Bitcoin sujo

Os suspeitos alegadamente se encontraram com comerciantes de Bitcoin em lugares com acesso público ao wi-fi, trocando suas moedas excusamente adquiridas on-line na Darknet por dinheiro físico.

Os comerciantes de Bitcoin "em oposição às lojas de câmbio normais, não pediram documentos de identificação nem sobre a origem dos Bitcoins", os promotores disseram em um comunicado.

Negar as acusações

Todos os seis homens, comparecendo perante o tribunal, negaram uma a uma as acusações, insistindo que eles adquiriram legalmente o seu Bitcoin.

"Meu cliente é acusado de ter vendido mais de 460 mil euros em Bitcoin, que ele supostamente ganhou através do narcotráfico", um advogado, Marielle van Essen, disse aos juízes.

"Nós refutamos isso completamente", disse ela.

"Eu tinha um emprego, um bom salário e não pagava aluguel. Comprei Bitcoins de maneira completamente legal", disse seu cliente, identificado apenas como Sr. Bischop.

De onde veio o Bitcoin?

A questão e atração do Bitcoin é que ele não deixa muitos rastros no papel e ajuda as pessoas a permanecerem anônimas em suas transações.

Os promotores, no entanto, disseram que a defesa "não foi capaz de explicar as origens da soma astronômica de dinheiro" obtida pelo acusado, enfatizando que a lavagem de dinheiro representa "uma séria ameaça a nossa sociedade".


Siga-nos no Facebook