Bitcoin continua a registrar correção negativa depois de quebrar os US$ 9.000, ações dos EUA têm instabilidade

Segunda-feira, 3 de junho — Depois de uma curta tentativa de recuperação ontem, os mercados cripto registram outra correção negativa, com a maioria das maiores 20 moedas no vermelho.

De acordo com dados do CoinMarketCap, apenas 4 das maiores 20 moedas por capitalização de mercado registram alta no momento, com o Cosmos (ATOM) e o Bitcoin SV (BSV) com os maiores ganhos no dia, alta de 15,3% e 15% respectivamente. Por outro lado, o preço do Tron (TRX) desabou 8% , na maiior perda do dia entre o Top 20.

Market visualization from Coin360

Visualização de mercado segundo o Coin360

Depois de quebrar uma nova marca em 2019 em US$ 9.000 em 30 de maio, o Bitcoin (BTC) teve importante correção de preço, entre diversas tentativas de recuperação. A maior criptomoeda não conseguiu manter-se acima dos US$ 8.600 ontem, e então caiu para US$ 8.500 no começo do dia.

No momento, o Bitcoin é negociado em US$ 8.550, baixa de 2% nas últimas 24 horas. O Bitcoin registrou volatilidade suficiente no dia, com sua alta interna em US$ 8.808 enquanto a baixa interna do dia chegou a US$ 8.471 até o momento. Nos últimos 7 dias, o Bitcoin tem queda de 2,4%.

Gráfico do Bitcoin nas últimas 24 horas. Fonte: CoinMarketCap

O Ether (ETH), segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado, caiu 2,6% para ser negociado no momento em US$ 264. A maior altcoin tem queda de 1,7% nos útltimos 7 dias.

Gráfico do Ether nos últimos 7 dias. Fonte: CoinMarketCap

XRP, terceira maior criptomoeda por capitalização de mercado, é uma das poucas moedas do Top 20 que registra alta no dia. No momento, o XRP tem alta de 1%, negociado em US$ 0,446, e também tem crescimento notável nos últimos 7 dias, alta de quase 8%.

Gráfico do XRP em 7 dias. Fonte: CoinMarketCap

capitalização total de mercado caiu abaixo da faixa dos US$ 270 bilhões mais cedo, retomando os US$ 271 bilhões no momento, de acordo com o CoinMarketCap. O volume de negociação diário soma cerca de US$ 70 bilhões depois de ter chegado a US$ 104 bilhões nos últimos 7 dias.

Gráfico de capitalização de mercado em 7 dias. Fonte: CoinMarketCap

Ontem, o Cointelegraph noticiou que a exchange descentralizada (DEX) lançada pela exchange cripto Binance vai bloquear acesso de usuários de 29 países a partir de 1 de julho.

Hoje mais cedo, a gigante de social media Facebook foi notícia com uma suposta discussão sobre problemas regulatórios envolvendo sua aguardada stablecoin — chamada Globalcoin — junto à reguladora dos EUA, a Commodity Futures Trading Commission.

O mercado de ações dos Estados Unidos registram instabilidade no dia, em meio à intensificação da guerra comercial entre EUA e China. No momento, o Dow Jones Industrial Average (DJIA) tem queda de 355 pontoe e -1,4%, enquanto o S&P 500 (SPX) e o Nasdaq (NASDAQ) Composite caíram 1,3% e 1,5% respectivamente.

Os preços do petróleo registram ganhos moderados no momento, com o petróleo cru West Texas Intermediate (WTI) e Brent subindoo 0,7% e 0,5% respectivamente, de acordo com o Oilprice.com, enquanto a cesta OPEC tem alta de 2,1%.

Enquanto isso, os preços do ouro chegaram a uma máxima de dois meses hoje, enquanto há tensão comercial entre as duas maiores economias do mundo, assim como a ameaça de Washington de aumentar taxas do México, o que intensificou preocupações de uma recessão global, segundo a CNBC. No momento, o ouro spot e os futuros de ouro dos EUA tẽm alta de 0,8%, negociados a US$ 1.315 e US$ 1.321 a onça, respectivamente.