Bitcoin Banco suspende 2.568 contas suspeitas de fraude de R$ 50 milhões nas exchanges do grupo

 

O Grupo Bitcoin Banco (GBB), detentor das exchanges de criptomoedas NegocieCoins, Bat Exchange e TemBTC, afirmou em comunicado enviado nesta segunda-feira, 3 de junho, que concluiu a primeira etapa da perícia realizada em suas plataformas. 
 
Segundo o GBB, foram analisados até o momento 3 milhões de registros sobre operações de compra e venda de criptomoedas e identificadas 19.896 transações suspeitas de fraude. Como consequência da investigação, às 16h desta segunda-feira (3) foram bloqueadas 2.568 contas suspeitas e os CPFs  correspondentes a essas contas foram informados à Delegacia em que corre o inquérito, assim como todas as demais informações apuradas.
 
A empresa destacou que por conta da investigação saques na plataforma estão apresentando lentidão, mas reforçou que a equipe está empenhada em fazer o maior número possível de pagamentos por dia no entanto esbarra em limitações bancárias.
 
Em um outro comunicado enviado ao Cointelegraph o GBB afirmou que criou uma tela temporária em que os clientes podem ver a posição de seus saques na fila de pagamentos. Segundo o grupo, a tela está conectada em tempo real com o setor financeiro da empresa e mostra quantos saques já foram pagos desde segunda-feira, dia 27.
 
Embora a empresa tenha feito o comunicado a demora nos saques tem deixado os clientes irritados e gerando reclamações nas redes sociais e em portais de atendimento ao consumidor como o Reclame Aqui.
 
O Cointelegraph noticiou em 24 de maio que uma ação criminosa foi denunciada às autoridades de segurança pública. Esta ação está sendo investigada pela Delegacia de Crimes Cibernéticos de Curitiba, onde foi aberto inquérito policial.

De acordo com o Grupo, valendo-se de uma brecha na plataforma das exchanges, um suposto grupo de clientes duplicou os saldos de suas contas e efetuou saques indevidos, de dinheiro que não existia, num golpe que pode alcançar os R$ 50 milhões.
 
Recentemente o CoinMarketCap exclui os volumes de negociação de Bitcoin da Negocie Coin, do GBB, de seu indexador de preço. Portanto nem o preço nem o volume negociado pela exchange embora seja exibido não é computado nos cálculos do site.