Binance poderá voltar a operar nos Estados Unidos em dois meses, prevê o CEO da empresa

Changpeng Zhao, CEO da principal exchange de criptomoedas do mundo, a Binance, previu que a plataforme retomará as operações nos Estados Unidos nos próximos dois meses.

Navegando pela regulação dos EUA

Zhao, também conhecido como CZ dentro da comunidade de criptomoedas, fez sua previsão em uma entrevista publicada no portal Cheddar em 15 de agosto. Quando perguntado sobre o retorno de Binance às operações nos EUA, Zhao disse:

"Eu não quero prometer datas fixas, mas há muito trabalho sendo feito e há muitas coisas em andamento, mas eu diria em um mês ou dois."

Em junho, a Binance anunciou que a exchange restringiria temporariamente os serviços nos EUA, uma vez que trabalhava para abrir uma nova plataforma para operar com a aprovação da Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN), conforme reportado pelo Cointelegraph na época.

A Regulamentação dos criptoativos nos EUA tem sido uma questão crítica Na entrevista de hoje, Zhao disse que a parceria com a BAM Trading Services ajudará a empresa a navegar no ambiente regulatório dos EUA, comentando que “agora temos um parceiro, queremos aproveitar esta oportunidade e explorar o mercado .

O Futuro do Mercado

Em resposta a uma pergunta sobre o impacto da ambigüidade regulatória nos EUA, Zhao disse:

“Eu acho que os EUA são um dos mercados mais desenvolvidos porque acho que tem boas regulamentações no espaço financeiro tradicional. As criptomoedas são uma coisa nova e, para coisas novas, os EUA são um país grande e com muitos órgãos regulatórios e um mercado muito grande [...] em um grande mercado, é mais difícil criar regulamentação. ”

Zhao expressou otimismo em relação ao futuro da regulamentação norte-americana, citando a estrutura legal clara do país para serviços financeiros tradicionais como evidência de que o ambiente para as criptomoedas irá melhorar.

Apesar do otimismo de Zhao, a Binance passou por vários problemas com segurança nas últimas semanas. Segundo reportagem houve ataque no Litecoin que  afetou cerca de 300.000 usuários da Binance no início deste mês. Em 7 de agosto, surgiram notícias de que a exchange havia sido vítima de um hack que expunha os dados KYC de seus usuários.