Bangladesh vai usar fundo de TI para bancar educação em blockchain para graduados

O governo de Bangladesh usará dinheiro de seu fundo de Tecnologia da Informação de US$ 208 milhões para enviar graduados para o treinamento de blockchain no Japão e na Índia.

As autoridades de Bangladesh planejam enviar 100 novos graduados em TI para o exterior, para aumentar o conhecimento nos campos de tecnologia de contabilidade distribuída, inteligência artificial, aprendizado de máquina e segurança cibernética, como informa o jornal local em língua inglesa The Daily Star em matéria de 4 de agosto.

Como parte da iniciativa, o governo também enviará 200 graduados em ciência da computação e software, engenharia elétrica e eletrônica para aprender sobre as tendências futuras da tecnologia da informação.

descrição do programa está disponível no website da Bangladesh Hi-Tech Park Authority, onde os candidatos podem se candidatar. De acordo com o The Daily Star, os candidatos com menos de 32 anos serão obrigados a fazer um exame na Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para se qualificarem.

Segundo a matéria, o programa será bancado por um fundo governamental criado em parceria com uma linha de crédito indiana, para instituir 12 distritos de ICT e parques hi-tech. Valendo cerca de 17,96 bilhões de takas de Bangladesh (US$ 208 milhões), o fundo do projeto teria sido lançado para implementação em julho de 2017, e durará até junho de 2020.

Instituições de ensino superior em todo o mundo vêm priorizando a educação e desenvolvendo programas em tecnologia de contabilidade distribuída. Em junho, a Universidade de British Columbia, sediada no Canadá, anunciou um programa de treinamento em blockchain e DLT para alunos de mestrado e doutorado.

Na semana passada, a Ripple fechou parceria com a Universidade de Kyoto e a Universidade de Tóquio como parte de sua Iniciativa de Pesquisa de Blockchain para Universidades. A Universidade de Tóquio concederá bolsas de estudo para estudantes que estejam fazendo pesquisa de blockchain, enquanto seu departamento de economia organizará seminários sobre blockchain e liquidação.

Na Universidade de Kyoto, estudantes de pós-graduação estão conduzindo pesquisas relacionadas a blockchain nas áreas de remessas e gestão da cadeia de suprimentos, entre outras esferas.