Viena desenvolve token de recompensa para seus cidadãos em parceria com Universidade

A capital austríaca, Viena, está desenvolvendo um token baseado em blockchain como parte de um programa de incentivo à inovação digital, informou nesta segunda-feira, 28 de janeiro, o portal de notícias Trending Topics. 

A moeda, apelidada de token de Viena e anunciada pela primeira vez em dezembro de 2018, será desenvolvida em conjunto com a Universidade de Economia e Negócios de Viena.

Shermin Voshmgir, chefe do Instituto de Pesquisa de Criptoeconomia, com sede em Viena, observou que o token poderia ser concedido em troca de feedbacks sobre a cidade - em um aplicativo destinado ao pagamento de estacionamentos públicos - ou como recompensa aos cidadãos por usarem suas bicicletas. Os tokens podem ser trocados por produtos como ingressos de teatro, acrescentou a porta-voz.

Em entrevista ao Trending Topics, Voshmgir afirmou que o programa de incentivo não é o único caminho para a implementação dos tokens e que alguns casos de uso para Viena foram desenvolvidos no ano passado. Ela observou:

“Estamos em uma fase muito inicial do projeto, na qual estamos considerando, juntamente com a Cidade de Viena, como o token de Viena poderia se parecer. Trata-se de entender como podemos gerar um token que agregue valor à cidade. ”

Além disso, ela acredita que os tokens, baseados em blockchain, podem fornecer modelos de negócios totalmente novos nos próximos dez anos. Voshmgir também mencionou projetos de blockchain em arte e imóveis.

Em dezembro de 2018, foi criado o Centro de Blockchain austríaco em Viena que realiza pesquisa multidisciplinar em Internet das Coisas (IoT), finanças, energia,  logística e aplicações na administração pública.

Como informado pelo Cointelegraph, a cidade canadense de Calgary lançou recentemente sua própria moeda digital. O dólar de Calgary é projetado para pagar por serviços e mercadorias em lojas locais ou fazer doações. As autoridades disseram em seu lançamento que a moeda poderia apoiar pequenas empresas e organizações sem fins lucrativos, mantendo fundos dentro da cidade.