Áustria usará blockchain público do Ethereum para emitir US $ 1,35 bilhões em títulos do governo

O governo da Áustria vai usar o blockchain público do Ethereum (ETH) para emitir € 1,15 bilhão (US $ 1,35 bilhão) em títulos do governo em um leilão na próxima semana, relatou uma fonte de notícias local Kleine Zeitung em 25 de setembro.

O Oesterreichische Kontrollbank (OeKB), um dos maiores bancos da Áustria com ativos de US $ 26 bilhões em 2017, vai alegadamente operarar o serviço de autentificação blockchain em tempo real. Durante o leilão, marcado para 2 de outubro, o banco emitirá os títulos em nome do Tesouro austríaco (OeBFA).

O ministro das Finanças da Áustria, Hartwig Löger, observou que o ministério considera que a tecnologia blockchain "é o foco na política econômica", acrescentando:

"Através da criação do Conselho Consultivo do FinTech no Ministério das Finanças, estamos desenvolvendo estratégias que permitam à Áustria se beneficiar de forma otimizada desses desenvolvimentos".

OeKB diz que esta será a primeira vez que um serviço de autentificação baseado em blockchain será usado como parte de um leilão de títulos federais na Áustria. O procedimento, que supostamente foi testado com sucesso, vai recorrer a um sistema que foi desenvolvido internamente pelo banco para "notarizar dados do sistema estabelecido da Áustria, o Sistema de Leilão Direto Austríaco (ADAS)", como valores hash no blockchain público do Ethereum .

Como observa Kleine Zeitung, o uso de blockchain nesse caso não vai tão longe quanto a emissão de títulos que funcionariam em paralelo aos sistemas digitais ou de papel existentes. Todavia, como Markus Stix, diretor administrativo do Tesouro da Áustria, disse à Kleine Zeitung, o uso da tecnologia tem importantes benefícios para a segurança e redução de custos:

“Essa segurança adicional contribui para alcançar um alto nível de confiança no processo de leilão dos bônus do governo austríaco e fortalece a posição da Áustria no mercado, que indiretamente também tem a capacidade de contribuir para custos de financiamento favoráveis.”

No início deste verão, a Cointelegraph infromou sobre uma grande iniciativa conjunta entre o Banco Mundial e o Commonwealth Bank of Australia (CBA) para emitir um título público exclusivamente através de blockchain. O acordo de 100 milhões de dólares australianos (73,16 milhões de dólares) envolveu títulos de dois anos, cujos preços renderiam um retorno de 2,251%.

Nesta primavera, o Sberbank CIB, um braço corporativo e de banco de investimento do maior banco da Rússia, o Sberbank, conduziu a primeira transação de títulos comerciais baseados em blockchain na Rússia.