‘No futuro, todos os ativos serão negociados em exchanges descentralizadas’, afirma fundador do Blockchain Research Institute

O presidente do Blockchain Research Institute (BRI), Donald Tapscott, afirmou em entrevista à Bloomberg publicada nesta terça-feira, 23 de abril, que em um futuro próximo, todos os ativos, incluindo os valores mobiliários tradicionais, serão negociados em exchanges descentralizadas.

Segundo o famoso “guru de tecnologia”, as exchanges descentralizadas oferecem a transparência necessária ao mercado financeiro e essa característica central permitirá que, no futuro, elas dominem a negociação global de ativos financeiros.

Ele acrescentou:

"Todos os ativos, não apenas as moedas, mas os valores mobiliários tradicionais serão negociados em exchanges descentralizadas."

Na entrevista, Tapscott falou ainda sobre a relação do governo chinês com as exchanges de criptomoedas. Para ele, há uma “estranha dicotomia” na postura do gigante asiático sobre o tema, já que a blockchain vem desempenhando um papel importante no futuro da economia da nação que, por outro lado, tornou uma inimiga a classe de ativos digitais diretamente ligada à tecnologia.

Segundo o presidente do BRI, em 20 anos o Bitcoin não será mais usado na China. “O povo chinês usará o RMB, somente o RMB se tornará uma criptomoeda. O Banco Central da China o transformará em moeda digital.”

Em fevereiro, a Paraná Desenvolvimento, agência de desenvolvimento econômico e social do estado do Paraná, anunciou o recebimento de uma proposta de parceria com o BRI. A parceria poderá tornar o estado o maior hub de tecnologia blockchain da América do Sul.

Neste mês, foi a vez da Argentina anunciar uma parceria com a instituição cofundada por Tapscott. A cooperação permitirá às autoridades argentinas acesso a inúmeros recursos relacionados às criptomoedas para o desenvolvimento dos vários projetos blockchain em andamento no país.

O Blockchain Research Institute é uma instituição independente e think tank global cofundado por Don e Alex Tapscott.