Alibaba faz parceria com aplicativo para permitir que clientes dos EUA ganhem 'Bitcoin grátis'

Alibaba, gigante chinesa de comércio eletrônico, fez uma parceria com o aplicativo de compras de recompensas Bitcoin (BTC), Lolli, permitindo que seus compradores obtenham 5% de volta em Bitcoin. Os clientes do Alibaba agora podem adquirir o Satoshis (sats), a menor unidade da moeda Bitcoin, no valor de 0,00000001 BTC, ao comprar "milhares de itens online".

Maior varejista do mundo e maior evento de compras de um dia

A parceria foi anunciada no Dia do Solteiro, um feriado de compras que é comemorado na China, em 11 de novembro, e é considerado o maior evento de compras do mundo. De acordo com o Lolli, os compradores do Alibaba gastaram mais de US $ 31 bilhões no Dia do Solteiro em 2018.

Alex Adelman, CEO e cofundador do Lolli, destacou que a nova mudança é uma parceria importante para a empresa, já que o Alibaba é a maior empresa de varejo e comércio eletrônico do mundo.

Ele afirmou:

“Nossa parceria permite que nossos usuários obtenham bitcoin grátis em milhões de produtos online todos os dias. Indiscutivelmente, a parte mais importante dessa parceria é que ela apoia nossa missão de conectar o mundo inteiro através do comércio. ”

O recurso está disponível apenas nos Estados Unidos

Segundo um relatório da Coindesk, o novo programa estará disponível apenas para compras nos Estados Unidos. Aubrey Strobel, chefe de comunicações do Lolli, alegou que os residentes na China não poderão participar e que os produtos seriam enviados da China para usuários dos EUA.

No relatório, Adelman destacou os planos da empresa de expandir-se globalmente em 2020 e enfatizou que a parceria é um ótimo primeiro passo para conectar a China e os EUA por meio de Bitcoin e comércio.

Em 11 de novembro, o Cointelegraph informou sobre o Fold, um dos mais antigos aplicativos de recompensas de compras em Bitcoin, lançando hoje o suporte ao gigante Airbnb. Com o novo recurso, os usuários do Fold podem obter 3% de volta em Bitcoin, em todas as estadias e experiências reservadas na plataforma. O aplicativo funciona apenas em países selecionados, incluindo EUA, Austrália, Canadá, Irlanda, México e Reino Unido.

Em relação ao Alibaba, o gigante do varejo chinês não tem sido amigável com o Bitcoin. Em 10 de outubro, a Alipay, braço de pagamento digital do Alibaba, reiterou sua posição negativa em relação ao Bitcoin, confirmando que banirá todas as transações identificadas como conectadas ao Bitcoin.