Depois de visita à Suíça, reguladores dos EUA seguem preocupados com criptos

Depois de uma visita à Suíça para se reunir com os reguladores financeiros do país, os legisladores dos Estados Unidos ainda mostraram-se preocupados com o projeto de criptomoeda proposto pelo Facebook, o Libra.

Encontros com diversas agências

De acordo com uma declaração oficial da deputada Maxine Waters, os membros do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes dos EUA se reuniram com várias agências reguladoras e legisladores. Entre elas, a Secretaria de Estado de Assuntos Financeiros Internacionais, o Comissário Federal de Proteção e Informação de Dados e a Autoridade de Supervisão do Mercado Financeiro.

Como foi anunciado no começo do mês, os representantes queriam entender como as autoridades suíças iriam regular o Libra e aprender mais sobre o status e a magnitude do projeto. Apesar de considerá-las úteis, Waters ainda disse sobre as reuniões:

"Embora eu aprecie o tempo que as autoridades do governo suíço levaram para se encontrar conosco, minhas preocupações continuam quando o assunto é permitir que uma grande empresa de tecnologia crie uma moeda global alternativa privada, e controlada de maneira privada".

Durante uma série de audiências no Congresso em meados de julho, David Marcus, vice-presidente de produtos de mensagens do Facebook e co-criador da Libra, disse que a Suíça era um bom ajuste regulatório para os objetivos do projeto.

No entanto, muitos parlamentares dos EUA não estavam convencidos e expressaram preocupações de que o Facebook estaria migrando para a Suíça, para evitar as questões legais envolvidas em uma medida de arbitragem regulatória.

Mais investigações e dados de usuários

No início desta semana, Waters declarou que o Congresso continuaria investigando o Libra e que irão examinar o tema como prioridade na próxima sessão legislativa do Comitê de Serviços Financeiros.

A Dep.. Waters, que lidera o comitê, tem sido especialmente crítica em relação ao Libra, levanto em conta o comportamento passado do Facebook em relação à gestão e proteção de dados de usuários e questões de privacidade, dizendo que a empresa tem um "padrão recorrente de não manter os dados do consumidor privados em uma escala semelhante à Equifax."

Depois que o Facebook apresentou o white paper para o Libra no início deste ano, Waters solicitou que o Facebook interrompesse seu desenvolvimento, enquanto as autoridades investigavam o projeto e seu possível efeito na economia e na política monetária dos EUA. Para isso, Marcus disse que a gigante de mídias sociais se comprometia a não lançar a stablecoin proposta até que as preocupações do Federal Reserve e de outros reguladores fossem abordadas.