CEO do Twitter Jack Dorsey afirma que a África 'definirá' o futuro do Bitcoin

O Bitcoin (BTC) terá seu futuro "definido" pela África, previu um de seus mais conhecidos defensores depois de concluir uma turnê pelo continente.

Em um "tuíte" de 27 de novembro, Jack Dorsey, CEO do Twitter e da Square, disse que retornaria à África em 2020 depois de passar um tempo viajando por Nigéria e Gana neste mês.

Dorsey destaca o potencial do Bitcoin na África

"A África definirá o futuro (especialmente o do Bitcoin!)", Comentou, revelando que planejava passar seis meses no continente no ano que vem.

Durante sua passagem pela Nigéria, Dorsey participou de um encontro sobre Bitcoin, seguindo com sua defesa pessoal da criptomoeda.

O magnata da tecnologia ficou famoso por seu apoio ao Bitcoin, comprometendo-se a integrar sua funcionalidade no Twitter e na Square. Ele também endossou publicamente a Lightning Network como uma solução de pagamento, algo que permite aos usuários de Bitcoin enviar fundos instantaneamente quase por taxa zero.

Governo é lento para responder

Os comentários de Dorsey surgem enquanto a África continua a aumentar significativamente seu interesse por Bitcoin. Como o Cointelegraph relatou, a Nigéria aparece regularmente entre os países mais ativos em termos de pesquisas por Bitcoin no Google, junto com outros países africanos, como a África do Sul.

Lagos, cidade mais populosa da Nigéria, deve se tornar uma megacidade de mais de 32 milhões de pessoas em 2050, aumentando seu peso como mercado para a criptomoeda. Segundo dados do Fórum Econômico Mundial, ela será a cidade mais populosa do mundo até 2100.

No total, até o próximo século, 13 das 20 principais cidades globais em população estarão na África.

Até agora, o governo local adotou uma postura aversa ao risco em relação ao Bitcoin. Este mês, Gana revelou que estava considerando uma moeda digital do banco central, ou CBDC, seguindo o exemplo dos planos da China.

A Nigéria ainda não adotou uma regulamentação formal de criptomoeda.