Mercado Global de Abu Dhabi conclui a primeira fase de projeto KYC baseado em blockchain

Uma zona financeira internacional dentro da capital dos Emirados Árabes Unidos (EAU) concluiu a primeira fase de seu projeto utilitário conheça seu cliente KYC - Know Your Customer (Conheça seu Cliente) baseado em blockchain, de acordo com um comunicado de imprensa do ADGM em 4 de dezembro.

O órgão regulador do Mercado Global de Abu Dhabi (ADGM), a Autoridade Reguladora de Serviços Financeiros (FSRA) e a empresa de auditoria KPMG, integrante do “Big Four” da auditoria, publicaram uma revisão da primeira fase “bem-sucedida” do projeto para fornecer informações importantes para os membros da indústria financeira.

A análise descreve o desenvolvimento do projeto ao longo de um período de quatro meses, juntamente com um consórcio de grandes instituições financeiras sediadas nos Emirados Árabes Unidos - incluindo o Banco Comercial de Abu Dhabi, o Banco Islâmico de Abu Dhabi, o First Abu Dhabi Bank e outros.

A revisão da FSRA dos sistemas de KYC herdados os caracterizou como “incômodos, repetitivos e custosos”, fornecendo às instituições financeiras sistemas ineficientes de compartilhamento de informações entre conjuntos de dados em silos, dificultando o cumprimento do KYC e o monitoramento da lavagem de dinheiro (AML).

Descobriu-se que um sistema baseado em blockchain “simplifica radicalmente” o processo de KYC, fornecendo uma “trilha de auditoria imutável, compartilhamento de dados seguro e contínuo”, que poderia permitir que clientes individuais decidissem como seus dados pessoais são compartilhados no utilitário, mantendo a proteção de dados (GDPR) e os requisitos de consentimento do cliente.

Conforme a revisão descreve, o uso de cripto e assinaturas digitais, entre outros recursos, pode contribuir para um sistema seguro, unificado e conveniente para manter os robustos padrões KYC em toda a indústria.

A revisão também propôs a possibilidade de desenvolver um modelo comercial do projeto que pudesse oferecer um sistema de recompensas baseado em taxas para incentivar os contribuintes de dados a carregar e atualizar seus dados, e cobrar dos consumidores de dados pelo acesso.

Richard Teng, CEO da unidade FSRA da ADGM, disse que o projeto e-KYC baseado em blockchain “demonstrou benefícios tangíveis” e seria capaz de “alcançar eficiências de custo significativas e inclusão financeira impulsionadas pelos padrões unificados da KYC”.

Após a primeira fase de sucesso do projeto KYC baseado em blockchain, a FSRA diz que agora está planejando lançar sua próxima fase, que terá como objetivo facilitar o acesso das pequenas e médias empresas aos serviços bancários.

Conforme relatado há dois dias, 26 empresas francesas e cinco grandes bancos acabaram de concluir uma prova de conceito KYC (PoC) baseada na plataforma Corda do consórcio blockchain R3.