O vice presidente do Berkshire Hathaway de 94 anos: É 'nojento' que pessoas comprem Bitcoin

O vice-presidente da Berkshire Hathaway, Charlie Munger, descreveu o Bitcoin como "totalmente idiota" na quarta-feira no que alguns consideram ser um de seus últimos fóruns públicos, noticiado pelo Financial Times, quinta-feira, 15 de fevereiro.

Falando na assembléia geral anual do Daily Journal Corporation de 2018, Munger, que tem 94 anos, se expôs como um dos inimigos do Bitcoin mais francos.

Perguntado sobre o que ele descreveu como a "mania do Bitcoin", a resposta de Munger foi que deveria receber uma repressão do governo.

"Espero que o mundo faça coisas bobas de tempos em tempos, porque todo mundo quer dinheiro fácil", disse ele aos acionistas na reunião.

"É simplesmente nojento que as pessoas são levadas por algo assim ... A abordagem negligente do nosso governo é errada. A resposta correta com coisas tão ruins é pisar nelas com força."

Além disso, descrevendo a criptomoeda como "totalmente idiota", Munger foi além do CEO da Berkshire, Warren Buffett, que em janeiro admitiu que ele "não sabia nada sobre" a tecnologia.

"Posso dizer com quase certeza que eles chegarão a um final ruim", ele disse em comentários para a CNBC.

O Cointelegraph já informou sobre como outros grandes personagens das finanças tradicionais mudaram suas críticas ao Bitcoin no último ano.

Notavelmente, o CEO da JPMorgan, Jamie Dimon, afirmou que "não era um cético" em comentários privados durante o Fórum Econômico Mundial de janeiro, tendo dito que se arrependeu por chamar o Bitcoin de "fraude."


Siga-nos no Facebook