Mulher de 53 anos do Guarujá perde mais de R$ 20 mil em suposto golpe envolvendo Bitcoin

Uma moradora de 53 anos do Guarujá, litoral de São Paulo, afirmou a Polícia Cívil que perdeu todas suas economias, cerca de R$ 20 mil para um suposto golpista que afirmava investir em Bitcoin, segundo reportagem do portal G1, publicada em 29 de julho.

De acordo com a publicação a mulher explicou à polícia que depositou o valor na conta de um homem, que ela conheceu em 2018 e se apresentou como investidor e ofereceu a mulher seus serviços declarando que investiria os valores em BTC e que não havia como perder o dinheiro.

Segundo depoimento da vítima, o suposto golpista prometia retornos financeiros de até 20% ao mês e todo o valor investido poderia ser retirado em um ano. No entanto, segundo a mulher, as promessas não foram cumpridas.

A reportagem revela ainda que o valor aplicado deveria retornar cerca de R$ 4,5 mil por mês, mas a vítima não recebeu nem estes rendimentos nem conseguiu acesso ao valor investido. A vítima contou à polícia que o suposto investidor sempre se esquiva de devolver o valor.

O caso segue em investigação e de acordo com informações da polícia, existe a possibilidade do suspeito ter feito outras vítimas, aplicando o mesmo golpe, se aproveitando do momento em que a criptomoeda ganhou fama entre os interessados em investir.

Como reportou o Cointelegraph, a suposta pirâmide financeira, Unick Forex, que recentemente mudou de nome para Unick Academy, têm anunciado em sua plataforma que irá cancelar a solicitação de saques de clientes. Segundo a publicação, os pedidos de saques serão 'cancelados' e um novo pedido tem que ser feito pelo usuário. A plataforma vem enfrentando problemas para cumprir os saques há cerca de dois meses.