WSJ: SEC vai examinar até 100 fundos de hedge relacionados ao cripto

A Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA está se preparando para examinar até 100 fundos de hedge que lidam com criptomoedas, uma pessoa familiarizada com o assunto disse ao WSJ em 22 de março.

A iniciativa é separada das dezenas de investigações em relação às criptomoedas, que visam principalmente as empresas que a SEC suspeita de entrar em conflito com as leis de títulos através de ofertas iniciais de moeda (ICO).

Enquanto os investigadores vão relatar qualquer atividade suspeita descoberta no curso de seus exames, o principal objetivo da iniciativa é informar como as políticas da Comissão devem tratar as criptomoedas, disse a fonte ao WSJ.

Marc Elovitz, um sócio da Schulte Roth & Zabel LLP, uma empresa que consulta os fundos de hedge, disse que "Esse é o jeito como a SEC pode coletar as informações e aprender sobre as importantes novas tecnologias e produtos". Os investigadores realizam essas operações "para educar a Comissão em geral sobre os novos negócios ou novas indústrias".

A operação começará nos próximos dois meses, informa a fonte ao WSJ. Os investigadores vão inspecionar se os ativos comprados por gerentes de fundos coincidem com aqueles que eles apareceram na propaganda para os investidores em documentos de divulgação. A SEC também examinará as divulgações de risco fornecidas aos investidores e  verá até que ponto os documentos explicam a estratégia de comércio de criptomoedas ou tokens, disse a fonte. A fonte acrescentou que a SEC identificou pelo menos 100 gestores de fundos privados cujos ativos são focados em cripto.

Segundo o WSJ, os fundos de hedge são os mais prováveis de possuir criptomoedas, mas as empresas de ações privadas também podem ser examinadas se seus fundos forem detentores de ativos digitais, seja diretamente ou através de empresas ligadas à criptoindústria.

A SEC regula diretamente os gestores de fundos privados que supervisionam pelo menos US $ 150 milhões e também tem a autoridade para inspecionar periodicamente as empresas menores. Até 84 fundos de hedge de criptomoedas foram lançados em 2017.

O exame dos fundos de hedge relatado segue um padrão de escrutínio diferenciado pelo regulador financeiro dos EUA. No início deste mês, a SEC divulgou um memorando informando à comunidade de cripto que as plataformas que negociam ativos digitais que se encaixam na definição de um título devem ser registradas na SEC.