WSJ: Facebook atrás de US$ 1 bilhão por FB Coin em meio a negociações com Visa e MasterCard

O Facebook, colosso das redes sociais, está buscando investimentos no valor de US$ 1 bilhão para sua rumorada criptomoeda stablecoin, informou o Wall Street Journal (WSJ) em 3 de maio.

Citando pessoas familiarizadas com os planos, a publicação revelou que o Facebook estava conversando com as importantes redes de pagamento VisaMasterCard sobre o possível suporte, juntamente com o processador de pagamentos First Data Corp.

O projeto de criptomeoda, chamaod "FB Coin", vem alimentando os boatos há cerca de um ano sobre o Facebook querer prover pagamentos internos aos usuários. À medida que mais informações vêm à luz, várias opções estão sendo consideradas pelos executivos, incluindo pagamentos por meio do perfil do usuário no Facebook.

"O Facebook também está conversando com empresas de comércio eletrônico e aplicativos sobre a aceitação da moeda e buscaria investimentos financeiros menores desses parceiros", disse uma das pessoas, acrescentou o WSJ.

Como o Cointelegraph relatou, o interesse em um FB Coin centrado em fiduciário já vem de dentro dos círculos de criptomoeda, especificamente por parte do magnata do investimento em capital de risco Tim Draper.

No mês passado, surgiram planos de que Draper, que é um renomado entusiasta do Bitcoin (BTC) e apoiador da Tezos (XTZ), teria se reunido com o Facebook para discutir opções de investimento.

De acordo com as fontes do WSJ, no entanto, o enorme apoio de fiduciário é deliberadamente projetado para dirimir dúvidas sobre o FB Coin versus o Bitcoin e outras criptomoedas. A volatilidade, disseram elas, deve ser evitada para aumentar a absorção.