Programa de Aceleração da WOW e Atlas Quantum podem investir até R$ 300 mil em Startup de criptomoedas ou blockchain

A acelerador brasileira, WOW, está com processo seletivo aberto para a 14ª turma de seus programa de aceleração, o maior independente do Brasil, que, em parceria com a Atlas Quantum, pode investir até R$ 300 mil em uma startup de criptomoedas ou blockchain, conforme comunicado compartilhado com o Cointelegraph no dia 08 de junho.

O prazo de inscrições vai até este domingo, dia 9 de junho. A aceleração prevê até R$ 250 mil em investimento financeiro direto, além de mentorias, networking com grupo de mais de 170 investidores, trilha de workshops, acesso a ferramentas e consultorias em marketing digital, vendas e UX.

No entanto startups que trabalham com soluções baseadas em criptomoedas e blockchain ganharão um incentivo extra de R$ 50 mil, por meio da uma parceria com a Atlas Quantum, totalizando até R$ 300 mil de investimento direto por meio da parceria.

André Ghignatti, CEO da WOW, comenta que uma das características que a WOW busca nas startups que acelera é que elas, de alguma forma, desafiem os modelos e os paradigmas vigentes. “Entendemos que esta é a razão de existir deste modelo de empreendedorismo e é isto que buscamos nesta nova turma”, comenta Ghignatti.

Além do incentivo, um diferencial do programa é ser semi-presencial, permitindo que o empreendedor permaneça na sua base. As inscrições podem ser feitas pelo link

Desde sua fundação, a WOW já analisou três mil startups, promoveu mais de 100 eventos, totalizando oito mil horas de mentoria. A aceleradora investiu R$ 12 milhões em projetos iniciais, captou mais de R$ 40 milhões em follow on e conta com 69 startups aceleradas em 13 ciclos. Entre seus maiores cases de sucesso está a recente saída na startup Atlas Quantum num valuation acima de R$ 300 milhões, o maior obtido por uma aceleradora brasileira até hoje.

O Cointelegraph noticiou em 31 de maio que a desenvolvedora da Atlas Quantum, Solange Gueiros, venceu um hackathon organizado pela EthGlobal em New York. Ela venceu o desafio com a criação de um robô de arbitragem que faz operações de DAI com ETH, utilizando a ferramenta da Airswap.