O maior site de leilões de armas do mundo, o GunBroker.com, adicionará a stablecoin "FreedomCoin"

O maior mercado de armas de fogo dos Estados Unidos, GunBroker.com, integrará um novo stablecoin apelidado de "FreedomCoin" como método de pagamento, de acordo com um comunicado de imprensa dos desenvolvedores da moeda em 29 de janeiro.

O ICOx Innovations anunciou hoje a moeda como uma “nova moeda corporativa compatível com regulamentações”. Segundo o comunicado de imprensa da empresa, o token será usado para fazer compras no GunBroker.com - supostamente o maior site do mundo de armas de fogo. O site tem 4,7 milhões de clientes e recebe US$ 600 milhões em transações por ano.

A FreedomCoin é uma moeda estável atrelada ao dólar americano, que pode ser armazenada em uma wallet digital evidentemente sob medida, segundo o comunicado de imprensa.

"Qualquer um que tenha comprado uma arma de fogo sabe o quão dolorosamente brutal pode ser lidar com as empresas tradicionais de cartão de crédito e outras instituições financeiras", disse o CEO e CTO da GunBroker.com, Steven F. Urvan, em um comunicado citado no comunicado de imprensa:

"Agora podemos praticamente eliminar esse problema e expor todo um novo segmento de entusiastas de armas e esportes ao ar livre ao mundo dos pagamentos digitais".

A ICOx Innovations enfatizou no comunicado de imprensa que a empresa irá garantir que a moeda esteja em conformidade com as leis locais de conhecer o seu cliente e contra a lavagem de dinheiro, bem como com as regulamentações do transmissor de dinheiro.

Como a Cointelegraph relatou anteriormente, a ICOx Innovations co-desenvolveu a plataforma KodakONE - desenvolvedora de uma plataforma de direitos de imagem baseada em blockchain licenciada pelo gigante da indústria fotográfica Kodak - e seu token KodakCoin. A mídia informou recentemente que a plataforma gerou mais de US$ 1 milhão em pedidos de licenciamento para direitos de imagem durante um teste beta limitado.

Em novembro, a Cointelegraph informou que o principal fabricante canadense de jóias e o varejista Birks Group haviam começado a aceitar o Bitcoin (BTC) por meio de uma parceria com o processador de pagamento cripto norte-americano BitPay.